EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Lituânia vai encerrar dois postos fronteiriços com a Bielorrússia

Lituânia vai fechar duas das passagens fronteiriças para a Bielorrússia
Lituânia vai fechar duas das passagens fronteiriças para a Bielorrússia Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A decisão foi justificada com a presença dos mercenários do grupo Wagner no país vizinho.

PUBLICIDADE

A Lituânia vai encerrar duas das passagens fronteiriças com a Bielorrússia a partir de sexta-feira, em resposta à presença dos mercenários do grupo Wagner no território do país vizinho. Há várias semanas que a tensão entre a Bielorrússia e os seus vizinhos da União Europeia tem vindo a aumentar.

"O principal ponto e objetivo é ter o maior número possível de guardas fronteiriços. Isso é o que está a ser feito, porque é onde eles são mais necessários. A nossa Guarda de Fronteiras está a fazer esses planos para que as pessoas estejam na fronteira e não a fazer trabalho administrativo", afirma Agne Bilotaite, ministra lituana do Interior.

A segurança nas fronteiras foi um dos principais assuntos discutidos durante a visita do presidente da Letónia a Varsóvia. O chefe de Estado polaco destacou as ameaças da agressão híbrida da Bielorrússia e prometeu fornecer ajuda militar à Letónia, se necessário.

A Polónia fechou todos os postos fronteiriços com a Bielorrúsia este ano, à exceção de um. A Letónia está a reforçar o número de efetivos na fronteira com a Bielorrússia, depois de ter detetado um aumento das travessias ilegais.

A concentração de migrantes incentivada por Minsk nas fronteiras com a Lituânia, a Letónia e a Polónia é considerada uma tática de “guerra híbrida".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Prisioneiro político bielorrusso morre por alegada falta de cuidados médicos

Lituanos voltam às urnas para a segunda volta das eleições presidenciais

Eleições presidenciais vão ter segunda volta na Lituânia mas Nauseda deve conseguir segundo mandato