EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Dinamarca pondera tributar produção e consumo de carne de vaca

Comer carne de vaca é um "pecado" climático
Comer carne de vaca é um "pecado" climático Direitos de autor Tom Fox/AP
Direitos de autor Tom Fox/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dado o peso que a criação de gado bovino e o transporte da carne tem na emissão de gases com efeito de estufa, o governo dinamarquês está a ponderar eventuais impostos para tentar combater o problema.

PUBLICIDADE

Servir um bife vindo de outro continente é uma prática comum em muitos restaurantes, mas transportar carne entre continentes não é uma prática amiga do ambiente. 

Na Dinamarca, a carne bovina é responsável por 55% das emissões relacionadas com a alimentação. “Isto ocorre porque as vacas são ‘máquinas’ muito más. Afinal, desperdiçam entre 80 a 90% da energia que ingerem na forma de calor corporal. E além disso, têm 4 estômagos, arrotam e emitem metano”, afirma Henrik Wenzel, professor universitário.

Como comer carne de aves ou peixe pode amenizar o problema, o restaurante Flamen, em Copenhaga, decidiu alterar a ementa. “Afinal, a carne bovina é um dos grandes pecadores, e é por isso que também decidimos há alguns anos retirar o nosso lombo de vaca da ementa, que, na verdade, era o nosso produto mais vendido, e, em vez disso, colocar um pouco de peru, um pouco de frango e um pouco de salmão”, afirma o gerente do restaurante, Thomas Krohn. 

Na Dinamarca, o consumo de carne bovina emite oito milhões de toneladas de CO2 por ano, o equivalente a 40% da meta de redução de emissões do país. O governo não descarta a tributação.

“Estamos a analisar todas as possibilidades. E isso significa, em parte, que estamos no processo de reestruturação da nossa indústria alimentar, estamos no processo de analisar como podemos criar um imposto sobre a produção, entre outras coisas, de carne bovina. E depois, claro, também analisamos possíveis impostos sobre o consumo e se devem ser utilizados”, explica o ministro dinamarquês dos impostos, Jeppe Bruus.

Segundo a FAO, a criação de gado é responsável por 15% das emissões globais de gases com efeito de estufa, uma percentagem quase tão grande como a do transporte global.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dia Mundial da Terra: ONG anuncia “maior recolha de plástico de sempre” na Guatemala

COP 28 lembra os efeitos do aquecimento do planeta na saúde

Governo alemão condenado por não cumprir metas de redução de CO2