EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Kim Jong Un regressa a casa depois de concluir viagem ao Extremo Oriente russo

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, ao centro, caminha acompanhado pelo governador da região russa do Extremo Oriente de Primorsky Krai, domingo, 17 de setembro de 2023
O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, ao centro, caminha acompanhado pelo governador da região russa do Extremo Oriente de Primorsky Krai, domingo, 17 de setembro de 2023 Direitos de autor AP/Government of the Russian far eastern region of Primorsky Krai
Direitos de autor AP/Government of the Russian far eastern region of Primorsky Krai
De  euronews com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ponto alto desta visita do líder norte-coreano foi o encontro com o presidente russo Vladimir Putin onde foram reforçadas as parcerias políticas e militares das duas nações cada vez mais isoladas.

PUBLICIDADE

Os meios de comunicação social russos afirmam que o líder norte-coreano Kim Jong Un já está a regressar a casa depois de ter concluído uma viagem ao Extremo Oriente da Rússia. De acordo com a agência noticiosa estatal russa RIA, realizou-se uma cerimónia de despedida de Kim no domingo.

Desde que entrou na Rússia a bordo do comboio blindado, na terça-feira passada, Kim encontrou-se com o Presidente Vladimir Putin e visitou importantes instalações militares e tecnológicas, suscitando preocupações externas sobre uma aliança de armamento entre as duas nações isoladas.

Um dia depois de ter inspeccionado os bombardeiros russos com capacidade nuclear e outras armas avançadas, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, mostrou-se mais leve no domingo, visitando uma universidade e assistindo a um espetáculo de morsas num aquário russo.

Os meios de comunicação social norte-coreanos sublinharam a importância da viagem de Kim, descrevendo as suas conversações com o Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, para expandir a "coordenação estratégica e tática" entre as forças armadas dos dois países, numa altura em que aumentam as preocupações do Ocidente sobre uma aliança de armamento que poderia alimentar a guerra do Presidente russo Vladimir Putin contra a Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kim Jong-un inspeciona mísseis e bombardeiros russos

Kim Jong-Un promete "apoio total e incondicional" a Putin

Putin dá as boas-vindas a Kim Jong-un num cosmódromo no extremo leste da Rússia