EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Lviv sob ataque de drones horas após anúncio de novo pacote de ajuda alemã

Militar ucraniano no sábado, pelos arredores de Andriivka, leste da Ucrânia
Militar ucraniano no sábado, pelos arredores de Andriivka, leste da Ucrânia Direitos de autor AP Photo/Alex Babenko
Direitos de autor AP Photo/Alex Babenko
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A contraofensiva da Ucrânia à invasão russa prossegue no terreno, pela região de Donetsk, ao mesmo tempo que em Rammstein se debate a defesa ucraniana

PUBLICIDADE

Lviv, no ocidente da Ucrânia, sofreu às primeiras horas desta terça-feira um ataque de drones russos. O ataque decorreu entre as 01:30 horas locais e as 03 horas, referiu um jornalista da France Press, que está na cidade.

Há informações de pelo menos uma pessoa ferida.

O ataque aconteceu horas depois de a Alemanha ter anunciado um novo pacote de ajuda militar à Ucrânia, no valor de 400 milhões de euros, e onde se incluem munições, sistemas de desminagem e geradores de eletricidade e calor.

O anúncio do ministro da Defesa da Alemanha, Boris Pistorius, surgiu numa entrevista ao jornal Bild e em vésperas de uma nova reunião, esta terça-feira, em Rammstein, do grupo de contacto para a defesa da Ucrânia, liderada pelo secretário da Defesa norte-americano Lloyd J. Austin III.

"Vamos falar dos nossos compromissos futuros para a Ucrânia. Em Toledo, já os debatemos. Foram colocadas na mesa diversas propostas. Os ministros vão continuar a discuti-las e a preparar a reunião que vamos realizar em Kiev nas próximas semanas", afirmou o chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrell.

No terreno, a Rússia alega ter destruído bases militares ucranianas perto de Kupyansk, ao mesmo tempo que a contraofensiva ucraniana prossegue com a libertação, um pouco mais a sul, de várias localidades nos arredores de Bakhmut, na região de Donetsk.

Uma dessas cidades é Andriivka, onde a bandeira da Ucrânia voltou a ser hasteada esta semana apesar dos constantes bombardeamentos russos sobre a região.

Outras fontes • AFP, Interfax, Tass

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia processou três países da UE por causa dos cereais

Tropas ucranianas dizem ter rompido linha de defesa russa em Bakhmut

Rússia recusa acusação de genocídio na Ucrânia em tribunal da ONU