EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Progressos prometedores a conhecer no Dia Mundial da Doença de Alzheimer

´´´Os ensaios clínicos de dois medicamentos demonstraram que podem abrandar a enfermidade
´´´Os ensaios clínicos de dois medicamentos demonstraram que podem abrandar a enfermidade Direitos de autor CLEMENT MAHOUDEAU/AFP or licensors
Direitos de autor CLEMENT MAHOUDEAU/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um dos novos medicamentos parece abrandar declínio das capacidades cognitivas em 35%

PUBLICIDADE

No Dia Mundial da Doença de Alzheimer, são anunciados progressos científicos muito significativos na luta contra esta doença degenerativa que afeta cerca de 55 milhões de pessoas em todo o mundo. 

Os ensaios clínicos de dois medicamentos demonstraram que podem abrandar o desenvolvimento da enfermidade.

O Donanemab e o Leqembi atacam uma proteína nociva que contribui para a acumulação de placas no cérebro.

"Pela primeira vez, vemos que a doença de Alzheimer já não é irremediável. Temos um caminho muito claro a fazer para reduzir a gravidade e abrandar a progressão da doença. Por isso, é muito encorajador para todas as outras terapias que estão a surgir, saber que podemos fazer algo para melhorar esta doença", explica Stephanie Fowler, neurocientista do Instituto de Investigação da Demência do Reino Unido.

Ainda existem questões relativas à segurança dos tratamentos, que podem ter entre os efeitos secundários hemorragias ou inflamações

Os fabricantes estão a analisar a incidência de problemas para avançar com o pedido de aprovação aos reguladores no Reino Unido e nos EUA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Investigadores pedem mais investimento na ciência aos candidatos às eleições

Chéquia com número recorde de casos de tosse convulsa

Direção-Geral da Saúde reporta surto de Hepatite A em Portugal