Direção-Geral da Saúde reporta surto de Hepatite A em Portugal

ARQUIVO - Um médico injecta uma vacina contra a gripe num paciente em Dresden, a 10 de outubro de 2008.
ARQUIVO - Um médico injecta uma vacina contra a gripe num paciente em Dresden, a 10 de outubro de 2008. Direitos de autor Matthias Rietschel/AP2008
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Direção-Geral da Saúde (DGS) reportou esta terça-feira um surto de Hepatite A em Portugal, tendo identificado 23 casos, entre 1 de janeiro até 5 de março.

PUBLICIDADE

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), "foram notificados 23 casos confirmados de Hepatite A" entre 1 de janeiro e 5 de março, sendo que a maioria "são homens com idades entre os 20 e os 49 anos, 44% em contexto de transmissão sexual, sem casos graves ou mortais reportados”.

“Até à data, e de acordo com a informação disponível dos casos notificados, não parece haver associação com o eventual consumo de alimentos específicos”, informa o organismo em comunicado divulgado no site.

“O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) identificou, entre os confirmados, seis casos das estirpes do vírus da Hepatite A anteriormente identificada no surto que ocorreu entre 2016-2018, afetando vários países europeus, incluindo Portugal”, conclui.

A fim de reforçar as medidas de saúde pública, a DGS recomenda a lavagem frequente das mãos antes e depois das refeições e a higienização dos espaços de confeção de alimentos, bem como a lavagem frequente das mãos e higiene pessoal, especialmente da região genital e perianal, particularmente, antes e após o uso de instalações sanitárias e antes e após as relações sexuais. Também é solicitado um fortalecimento da vacinação.

A DGS recomenda ainda a notificação dos casos suspeitos no SINAVEmed, a realização de um inquérito epidemiológico e a notificação de imediato pelos laboratórios de casos confirmados.

Embora esteja em curso uma investigação epidemiológica, é verificado "um aumento de número de casos reportados em janeiro e fevereiro de 2024, em comparação com igual período de anos anteriores".

Em 2020, foram reportados quatro casos, entre janeiro e fevereiro, em 2021, dois casos, em 2022, seis casos, em 2023, dois casos, e em 2024, 18 casos. Entre 2020 e 2023 foram contabilizados 102 casos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chéquia com número recorde de casos de tosse convulsa

Reino Unido quer proibir venda de "vapes" descartáveis

Cabo Verde oficialmente livre de malária