EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Polónia impõe condição para levantar embargo aos cereais ucranianos

Esta sexta-feira, um cargueiro com três mil toneladas de trigo ucraniano zarpou rumo ao Egito
Esta sexta-feira, um cargueiro com três mil toneladas de trigo ucraniano zarpou rumo ao Egito Direitos de autor Nariman El-Mofty/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Nariman El-Mofty/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ministro da Agricultura polaco disse que os agricultores polacos têm de ser protegidos.

PUBLICIDADE

A Polónia está disposta a discutir propostas para ajudar o trânsito de cereais ucranianos mas apenas se os agricultores polacos forem protegidos. 

Contra a decisão de Bruxelas, Varsóvia prorrogou a proibição das importações de cereais da Ucrânia. 

O ministro da Agricultura polaco, Robert Telus, vai reunir-se na próxima semana com o homólogo ucraniano e espera que Kiev retire a queixa da Organização Mundial do Comércio. "Quero dizer, em primeiro lugar, que não levantaremos o nosso embargo até encontrarmos uma solução conjunta (com Kiev) que seja segura e eficaz, para que os interesses dos agricultores polacos sejam salvaguardados e os cereais ucranianos não entrem no mercado polaco. Essa é a condição número 1", afirmou.

Quatro países europeus mantêm a proibição das importações de cereais provenientes da Ucrânia, que voltou a fretar um navio no Mar Negro, apesar das ameaças russas de considerá-los alvos de guerra.

 Esta sexta-feira um navio cargueiro com três mil toneladas de trigo zarpou em direção ao Egito. É o segundo navio que se atreve a navegar nessas águas desde que a Rússia impôs o bloqueio em julho. 

Na terça-feira, um primeiro navio com carga semelhante partiu com destino a Israel. O navio cargueiro acaba de cruzar o estreito do Bósforo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tusk nomeia comissão para investigar influência russa e bielorrussa após detenções de espiões

Primeiro-ministro polaco promete reforçar a segurança na fronteira com a Bielorrússia

Polónia quer estar pronta caso haja um ataque da Rússia e pede à UE para dar mais armas à Ucrânia