EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Macron diz que França vai retirar tropas e embaixador franceses do Níger

França vai retirar tropas do Níger.
França vai retirar tropas do Níger. Direitos de autor AP/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
De  Verónica Romano
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente de França revela que país vai acabar com presença militar e diplomática no Níger

PUBLICIDADE

Dois meses de pressão política e protestos nas ruas do Níger contra a presença francesa parecem ter tido o efeito desejado. 

Emmanuel Macron anunciou no domingo à noite o regresso de todas as tropas e do embaixador franceses do país africano.

O comunicado do líder de França vem na sequência do golpe de Estado de julho que derrubou o presidente nigerino democraticamente eleito. 

São 1.500 os soldados franceses que vão ser retirados do Níger "até ao final do ano", assegurou Macron.

Estamos a pôr fim à nossa cooperação militar com as autoridades de facto do Níger, porque já não querem lutar contra o terrorismo.
Emmanuel Macron
Presidente de França

Durante várias semanas, o chefe de Estado recusou cumprir a exigência dos militares no poder em Niamey e fazer o embaixador Sylvain Itté regressar. Mas finalmente, Macron cedeu e fechou uma situação que se tornava cada vez mais insustentável.

Itté e a sua equipa estavam na embaixada francesa, já sem imunidade diplomática e sujeitos a serem expulsos assim que saíssem. Além disso, começavam a ficar sem comida e sem água. 

O atual governo nigerino chamou ao anúncio do presidente de França "um novo passo em direção à soberania do Níger".

"Este é um momento histórico que testemunha a determinação e a vontade do povo do Níger", afirmaram os militares numa declaração lida na televisão nacional.

Após dez anos de operações militares antiterroristas no Sahel, a França vai passar a estar presente apenas na região no Chade, com mil soldados.

Outras fontes • AFP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protesto contra presença militar francesa no Niger

Junta militar do Níger ordenou a expulsão do embaixador francês

UE prepara sanções contra golpistas no Níger