EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Governo francês declara guerra ao bullying

Indignação aumentou com casos que tiveram desfechos dramáticos
Indignação aumentou com casos que tiveram desfechos dramáticos Direitos de autor Jean-Francois Badias/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Jean-Francois Badias/Copyright 2020 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Elisabeth Borne lançou um plano de luta contra este flagelo e dirigiu-se às vítimas. Todos os adultos envolvidos na educação serão formados.

PUBLICIDADE

A primeira-ministra francesa, Elisabeth Borne, anunciou o que diz ser uma "luta sem tréguas" para pôr fim ao bullying nas escolas. A chefe do governo explicou que o objetivo é levar todos os casos à justiça e excluir os alunos assediadores das aulas e das redes sociais. 

No discurso desta quarta-feira, Borne dirigiu-se pessoalmente às vítimas: "Não são responsáveis", disse. "O que estão a viver é inaceitável, insuportável. Das salas de aula até aos vossos quartos, por vezes 24 horas por dia nas redes sociais, para vocês, o assédio acontece em todo o lado e a toda a hora. Por isso, a mobilização deve ser universal. Todos temos um papel a desempenhar. Com todo o meu governo, estamos convosco e lutaremos sem tréguas contra o bullying".

Das salas de aula até aos vossos quartos, por vezes 24 horas por dia nas redes sociais, para vocês, o assédio acontece em todo o lado e a toda a hora.
Elisabeth Borne
Primeira-ministra de França

O plano do governo tem como pano de fundo a indignação social e as críticas ao Ministério da Educação depois de uma uma série de casos dramáticos de bullying que acabaram em suicídio. O Governo planeia formar e sensibilizar para este tema todos os adultos envolvidos na educação de menores.

Segundo Elisabeth Borne, trata-se de um "fenómeno maciço" que deve ser denunciado nas escolas e nas redes sociais, que são um dos principais vetores do bullying da atualidade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como é que o ciberbullying pode ser regulamentado?

Escolas francesas sensibilizam para o cyberbullying

Luta de mãe para mudar leis sobre cyberbullying chega ao Parlamento Europeu