Israel volta a rejeitar qualquer possibilidade de cessar-fogo

Número de mortes em Gaza não pára de crescer
Número de mortes em Gaza não pára de crescer Direitos de autor Fatima Shbair/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Benjamin Netanyahu diz que a mensagem serve para os inimigos mas também para os aliados

PUBLICIDADE

Benjamin Netanyahu rejeitou uma vez mais qualquer possibilidade de um cessar-fogo na Faixa de Gaza enquanto o Hamas não libertar todos os reféns, avisando mesmo que este era um recado não só para os inimigos, mas também para os aliados.

Os ataques israelitas não param e este domingo, mais de 50 pessoas perderam a vida na sequência de um bombardeamento no campo de refugiados de Al-Maghazi. O número de vítimas foi avançado pelo ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas, que acrescentou que desde o início do conflito já tinham perdido a vida perto de 9800 pessoas, incluindo mais de quatro mil crianças.

As contas israelitas são outras e dizem que já atingiram mais de 2500 alvos terroristas desde o início da guerra.

Apesar da ajuda humanitária, para quem não consegue abandonar o território rumo a um porto seguro, falta tudo.

De acordo com a ONU, são precisos mil e duzentos milhões de dólares para atender às necessidades da população de Faixa de Gaza e Cisjordânia até ao final do ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dia 31 da guerra Israel-Hamas: Recorde de membros da ONU mortos num só conflito

Benjamin Netanyahu apresenta plano de gestão de Gaza para um pós-guerra

Novos ataques de Israel em Gaza matam pelo menos 48 pessoas