EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Calor na Europa provoca mais mortes do que se pensava

Calor na Europa
Calor na Europa Direitos de autor Christinne Muschi/AP
Direitos de autor Christinne Muschi/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estudo europeu concluiu que o número de mortes ligadas às vagas de calor é mais de 10% superior ao estimado, no total há a relatar mais de 70.000 falecimentos.

PUBLICIDADE

No verão de 2022, o peso da mortalidade - relacionada com o calor na Europa - pode ter ultrapassado as 70 000 mortes. 

Os autores de um estudo realizado pelo Instituto de Saúde Global de Barcelona (ISGlobal) e publicado na revista The Lancet Regional Health - Europe, reviu em alta as estimativas iniciais. 

Os especialistas concluíram, usando uma nova abordagem metodológica, baseada na agregação de dados de mortalidade a nível semanal, que os cálculos anteriores subestimou a mortalidade relacionada com o calor em 10,28%, o que significa mais cerca 7000 mortes do que as estimadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alterações climáticas: calor encurta época de neve e reajusta negócio das estâncias de esqui

Vaga de calor de outono suspende aulas nas Canárias

O setembro mais quente de sempre num verão de vários recordes de calor e degelo