Preço do ouro bate recorde: 2111 dólares a onça

Lingotes de ouro.
Lingotes de ouro. Direitos de autor DAVID GRAY/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo o World Gold Council, um quarto dos bancos centrais tenciona reforçar as suas reservas de ouro em 2024.

PUBLICIDADE

Os preços do ouro estão, de novo, em franca ascensão.

O preço da onça atingiu esta segunda-feira de manhã os 2111 dólares, cerca de 1943 euros e caiu depois para o equivalente a 1895 euros.

A atual situação geopolítica no mundo e a queda do dólar americano estão a impulsionar a procura por aquele que é considerado um ativo valor seguro.

Por outro lado, os investidores também esperam que a Reserva Federal corte as taxas de juros no próximo ano.

O recorde anterior do preço do ouro foi de 2,072.49 dólares por onça,  em agosto de 2020, quando a pandemia de coronavírus atingiu a economia dos Estados Unidos com mais intensidade do que outras partes do mundo, levando os investidores a canalizar os investimentos para o ouro.

De acordo com uma pesquisa recente do World Gold Council, 24% de todos os bancos centrais pretendem aumentar as suas reservas de ouro nos próximos 12 meses, à medida que se tornam cada vez mais pessimistas em relação ao dólar americano como ativo de reserva.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Calou-se a música nos mercados de Natal alemães

China: Evergrande Group entra com pedido de falência nos EUA

Wall Street termina semana em ligeira alta apesar dos abalos no setor bancário