Cidades italianas de Pozzuoli e Procida declaram guerra ao esferovite

Pescadores italianos abandonam caixas de esferovite
Pescadores italianos abandonam caixas de esferovite Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Caixas de esferovite usadas pelos pescadores vão ser substituídas por caixas de plástico

PUBLICIDADE

As caixas de esferovite são uma presença habitual nas embarcações pesqueiras mas são também uma ameaça para o ecossistema marinho. Em Itália, os municípios de Pozzuoli e Procida uniram-se para combater o problema e recorreram a fundos europeus para substituir as milhares de caixas de esferovite usadas nos barcos de pesca locais. As novas caixas são de plástico e foram bem acolhidas pelos pescadores.

Contrariamente ao esferovite, que se desfaz com o tempo, o plástico pode ser lavado e reutilizado, tendo uma vida útil mais prolongada. As novas caixas vêm equipadas com um microchip para evitar que sejam deitadas fora no meio ambiente e para ajudar a controlar a origem do peixe.

O plástico representa mais de 95% do lixo que polui o Mediterrâneo e o problema agrava-se diariamente. Todos os dias as águas mediterrânicas são contaminadas em média com mais 730 toneladas de plástico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Itália castiga "eco-vandalismo" com multas até 60.000 euros

Tráfico e poluição ameaçam cavalos-marinhos do Mar Piccolo

Arte para proteger o mar da pesca de arrasto