Natal sob o signo da guerra em Belém

O presépio deste ano está decorado com escombros, para assinalar a guerra em Gaza
O presépio deste ano está decorado com escombros, para assinalar a guerra em Gaza Direitos de autor Mahmoud Illean/Copyright 2022 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na cidade onde nasceu Jesus, as festividades de Natal foram anuladas este ano, devido à guerra na Faixa de Gaza, que afeta também a Cisjordânia.

PUBLICIDADE

Este ano, a terra onde nasceu Jesus vive um Natal diferente e mais triste: É um Natal sob o signo da guerra.

Uma instalação intitulada "A Natividade sob os escombros" foi inaugurada na Praça da Manjedoura, em Belém, no local onde nos outros anos ficava a árvore de Natal. A peça representa as figuras do presépio no meio dos restos de um edifício demolido. Belém cancelou todas as festividades de Natal deste ano. Os líderes religiosos das diferentes confissões decidiram reduzir o Natal deste ano em novembro e, agora, o município de Belém cancelou oficialmente todos os desfiles e atividades infantis e afins, deixando apenas as cerimónias religiosas e as orações.

Diz Hana Hananiyeh, presidente do município de Belém: "Cancelámos tudo: O mercado de Natal, as canções de Natal e as atividades para as crianças, porque o sentimento em Belém é de luto. Sentimo-nos muito tristes porque somos uma parte essencial da comunidade palestiniana".

Uma instalação semelhante pode ser vista na igreja luterana de Belém; em vez de um presépio, há um conjunto de escombros, com os animais por perto, e o Menino Jesus, embrulhado num lenço palestiniano axadrezado a preto e branco, está deitado no monte de escombros.

Segundo as autoridades e os empresários locais, de qualquer modo, nenhum turista poderá visitar Belém, uma vez que a cidade da Cisjordânia está efetivamente isolada desde 7 de outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Com o "coração em Belém", Papa Francisco lamenta guerra durante a missa do galo

Israel diz ter matado três membros do Hamas num hospital na Cisjordânia

Forças israelitas terminam operações no norte de Gaza