Autor do massacre em universidade de Praga confessou homicídio de homem e bebé

Massacre em Praga
Massacre em Praga Direitos de autor AP Photo/Petr David Josek
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estudante que matou 14 pessoas em universidade de Praga escreveu numa carta, encontrada agora pela polícia, que também assassinou um homem e um bebé numa floresta próxima da capital checa.

PUBLICIDADE

O estudante de 24 anos que matou 14 pessoas em Praga confessou ter assassinado um bebé de dois meses e o pai dias antes do massacre na universidade.

As autoridades checas revelaram que encontraram uma carta, na casa do atirador, na qual ele parece admitir os homicídios numa floresta nos arredores da capital da Chéquia. As autoridades já estavam a investigar a ligação do suspeito com estes crimes. 

A polícia acredita agora que o estudante foi responsável pelas mortes de 17 pessoas, incluindo a do próprio pai, que assassinou antes de sair para a universidade. Até agora, não há uma explicação oficial para os crimes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cerco policial levou ao suicídio do atirador de Praga

Atirador de Praga suicidou-se depois do massacre, confirma polícia

Tiroteio em Praga faz pelo menos 15 mortos. Atirador era estudante