Chuva e ventos fortes fazem estragos na Alemanha, França e Reino Unido

Na Alemanha, grandes áreas de algumas localidades estão submersas há vários dias
Na Alemanha, grandes áreas de algumas localidades estão submersas há vários dias Direitos de autor Sina Schuldt/(c) Copyright 2024, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A primeira tempestade do ano na Europa já provocou pelo menos três mortos. Chuva e ventos fortes fazem estragos na Alemanha, França, Bélgica, Reino Unido e Países Baixos.

PUBLICIDADE

O mau tempo continua a não dar tréguas no norte e centro da Europa e já provocou pelo menos três mortos nos Países Baixos, Bélgica e Reino Unido.

No município francês de Quimperlé, na Bretanha, a população prepara-se para o pior.

Devido às fortes intempéries, o nível do rio que atravessa a região ultrapassa agora os três metros. E as autoridades locais temem grandes cheias, como no ano passado. Face a este risco, a região foi colocada em alerta laranja. 

Após as tempestades do Dia de Ano Novo, o departamento de Finisterra, no oeste da Bretanha, foi colocado em alerta vermelho devido ao risco de cheias. Este é o aviso mais crítico emitido pela Météo France. Para os próximos dias está previsto mau tempo "excecionalmente intenso", com chuva e ventos fortes.

Na Alemanha, grandes áreas em algumas localidades estão submersas há varios dias. 

Nas regiões da Baixa Saxónia e Bremen, choveu de forma intensa esta quarta-feira e o nível médio da água em vários rios subiu significativamente, aumentando o risco de grandes inundações. 

A passagem da tempestade Henk também tem feito estragos no sul do Reino Unido.

Em Greenwich, algumas ruas ficaram bloqueadas após a queda de andaimes e árvores devido a fortes rajadas de vento. Um homem com cerca de 50 anos morreu depois de uma árvore ter caído em cima do carro. 

O serviço nacional de meteorologia do Reino Unido emitiu um aviso laranja devido ao vento e mais de 300 alertas para o risco de inundações em Inglaterra e no País de Gales.

Cortes de energia e interrupções nos transportes foram outras das consequências desta primeira tempestade do ano, que deverá durar, com maior ou menor intensidade, até ao final da semana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centenas de carros presos na estrada após nevão na Suécia

Inundações obrigam a retirar centenas de pessoas de casa no norte e centro da Europa

Senado francês aprova projeto de lei para tornar o aborto um direito constitucional