EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Inundações obrigam a retirar centenas de pessoas de casa no norte e centro da Europa

Cheias provocam inundações no norte e centro da Europa
Cheias provocam inundações no norte e centro da Europa Direitos de autor Friso Gentsch/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
Direitos de autor Friso Gentsch/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Alemanha, Pa´íses Baixos e Hungria estão a braços com a subida inédita do nível das águas dos rios, devido às chuvas fortes dos últimos dias.

PUBLICIDADE

Algumas zonas do norte e centro da Europa continuam a debater-se com inundações devido às chuvas fortes, nomeadamente países como a Alemanha, Países Baixos, Hungria e também o Reino Unido.

Na Alemanha, foi aberta pela primeira vez na última década uma barreira para aliviar a pressão do rio Elba na cidade de Magdeburgo e centenas de pessoas no país tiveram de ser retiradas de casa.

Nos Países Baixos, o rio Reno atingiu níveis de água muito acima do normal, na fronteira com a Alemanha, mas as autoridades esperam que baixe significativamente durante a próxima semana. As equipas de emergência da cidade neerlandesa de Deventer, que se prevê ser a mais atingida pelas cheias, amontoaram sacos de areia ao longo do rio Issel e fecharam estradas para se prepararem para as inundações.

Já na Hungria, o rio Danúbio transbordou em Budapeste. Embora alguns rios mais pequenos da Hungria ocidental tenham começado a recuar, prevê-se que o nível das águas do Danúbio desça lentamente até ao Ano Novo.

Tambem o Reino Unido foi atingido por chuva e ventos fortes, o resultou em danos nas casas e cortes na eletricidade. A tempestade Gerrit derrubou árvores, causou perturbações no trânsito e obrigou a suspendeu os transportes ferroviários. Não foram registados feridos, mas muitos residentes foram obrigados a abandonar as suas casas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chuva e ventos fortes fazem estragos na Alemanha, França e Reino Unido

Scholz promete melhorar o processamento de migração irregular

Campeonato europeu não tira economia alemã da estagnação