EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Milhares de toneladas de lixo acumulam-se no rio Drina na Bósnia

Milhares de toneladas de lixo voltam a acumular-se no rio da Bósnia
Milhares de toneladas de lixo voltam a acumular-se no rio da Bósnia Direitos de autor Armin Durgut/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Armin Durgut/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os ativistas querem acabar com o problema do lixo sazonal na Bósnia, que afasta os turistas e representa um risco para a saúde.

PUBLICIDADE

Como acontece todos os anos por esta altura, uma massa de lixo em decomposição está a entupir o rio Drina no leste da Bósnia. Milhares de toneladas de lixo acumulam-se atrás de uma barreira instalada por uma central hidroelétrica perto da cidade de Visegrad.

O lixo proveniente de lixeiras não autorizadas espalhadas pelos Balcãs Ocidentais é transportado durante todo o ano pelo rio Drina e pelos seus afluentes na Bósnia, Sérvia e Montenegro em direção a Visegrad e, mais tarde, para o rio Danúbio, no qual o Drina acaba por desaguar.

A Euronews falou com uma ativista ambiental, Dejan Furtula, sobre o problema que se repete todos os anos.

"Na minha opinião, todos os municípios a montante de Visegrad deveriam instalar barreiras de lixo como esta e criar as suas próprias equipas de recolha de resíduos, de modo a acelerar a remoção do lixo, torná-la mais eficiente e também para evitar que o lixo se afunde no fundo do rio. Se o lixo permanecer na água durante um ano é provável que a maior parte dele se afunde".

Estima-se que, todos os anos, 10.000 metros cúbicos de resíduos sejam removidos desta secção do rio e sejam levados para o aterro municipal da cidade para serem queimados. 

O Drina é um potencial destino turístico, mas os ativistas dizem que será necessário muito tempo para resolver os seus problemas de poluição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Futuro florescente na Bósnia-Herzegovina? Mina de prata gera controversa em Vareš

Toneladas de lixo a flutuar no rio Drina

Governo sérvio deverá aprovar projeto de lítio cancelado em 2022