Reino Unido anuncia pacote de ajuda militar e pacto de segurança com a Ucrânia

O primeiro-ministro britânico Rishi Sunak em Kiev com o Presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy
O primeiro-ministro britânico Rishi Sunak em Kiev com o Presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy Direitos de autor Efrem Lukatsky/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Reino Unido comprometeu-se a apoiar a Ucrânia com um pacote de ajuda militar no valor de 2,9 mil milhões de euros, anunciou o primeiro-ministro britânico em visita a Kiev.

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, anunciou esta sexta-feira em Kiev um aumento do financiamento militar à Ucrânia na ordem dos 2,5 mil milhões de libras (2,9 mil milhões de euros).

"Isso incluirá mais equipamentos de defesa aérea, mais armas antitanque, mais mísseis de longo alcance, mais munições e projéteis de artilharia", além de mais treino militar, especificou Rishi Sunak.

Sunak também anunciou um novo acordo de segurança entre os dois países que "durará cem anos ou mais" durante uma conferência de imprensa conjunta com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy.

"A Ucrânia não está sozinha e a Ucrânia nunca estará sozinha. Putin pode pensar que vais superar-nos, mas está errado. Estamos com vocês hoje, amanhã e pelo tempo que for preciso, porque esta guerra é sobre o direito da Ucrânia de se defender e determinar o seu próprio futuro e a escolha histórica do povo ucraniano de ser uma democracia independente no coração da Europa", declarou o primeiro-ministro britânico.

Este pacto de segurança, que inclui um conjunto de garantias bilaterais de apoio militar, estará em vigor até que a Ucrânia integre a NATO. Segundo o Governo britânico, trata-se do primeiro acordo deste género que a Ucrânia assina com um membro do G7.

"Hoje é o dia em que a história da Europa mudou. A Ucrânia e o Reino Unido assinaram um novo acordo de segurança sem precedentes. Isto não é apenas uma declaração. Esta é uma realidade que virá através da nossa cooperação e, em particular, das garantias de segurança de uma força global excepcional, o Reino Unido", sublinhou Zelenskyy.

A ajuda britânica chega numa altura em que outras ajudas financeiras dos Estados Unidos e da Europa estão bloqueadas por disputas políticas.

Na quinta-feira, a Casa Branca admitiu que a ajuda militar que o país tem prestado à Ucrânia "parou por completo" devido à falta de acordo no Congresso norte-americano.

Kiev tem pressionado os aliados ocidentais para que forneçam mais apoio para repelir os ataques das forças russas, numa altura em que outros conflitos, como o do Médio Oriente, desviaram a atenção mundial em relação à Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chefe do exército britânico avisa cidadãos para se prepararem para guerra maciça com a Rússia

Zelenskyy em périplo pelos países Bálticos em busca de ajuda

Primeiro-ministro britânico revela que cancro do rei Carlos III foi "detetado cedo"