Não é só Pisa: Torre inclinada de Bolonha gera preocupações

Garisenda é uma das duas torres icónicas de Bolonha
Garisenda é uma das duas torres icónicas de Bolonha Direitos de autor Euronews
De  Luca Palamara
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A torre Garisenda, com uma inclinação de quatro graus, é um dos símbolos da cidade de Bolonha. O monumento está a sofrer obras de segurança e restauro.

PUBLICIDADE

As duas torres fazem parte da memória histórica da cidade de Bolonha, também chamada "Turrita", porque na época medieval era coroada por cerca de 100 torres, símbolos do prestígio das famílias mais ricas e influentes.

A torre mais alta, a Asinelli, mede 97 metros, mas é a mais baixa, a Garisenda, de 47 metros, que preocupa os bolonheses, com os seus 4 graus de inclinação, ainda mais do que a torre de Pisa.

"As duas torres são o símbolo da nossa cidade. São referidas por Dante na Divina Comédia como a torre inclinada, a Garisenda. São um símbolo de identidade do maior centro histórico medieval da Europa. Estas torres e pórticos representam a paisagem bolonhesa. Para nós, é impensável perdê-las e, por isso, temos de cuidar delas", diz Matteo Lepore, presidente da Câmara Municipal de Bolonha

A Torre Garisenda está inclinada desde que foi construída, há mais de 900 anos, devido ao afundamento do terreno e das fundações durante a construção.

"Historicamente, a torre tem uma inclinação para o lado este, que é cada vez mais acentuada, mas sempre na mesma direção. Esta primavera, no mês de maio, através de um dos sensores que foram colocados nos quatro cantos da torre, foi detetado um novo afundamento, nunca antes registado, na direção sudoeste", explica Raffaela Bruni, engenheira e coordenadora de obras.

O novo aluimento exigiu o início de trabalhos de segurança que durarão cerca de 2 anos e serão seguidos pelos trabalhos de restauro propriamente ditos.

Os trabalhos de segurança da Torre Garisenda começaram também graças ao contributo dos habitantes e dos cidadãos que quiseram mostrar o seu afeto pelo principal símbolo da cidade de Bolonha: "Houve uma grande mobilização para angariação de fundos, conseguimos angariar quase 4 milhões de euros em donativos de empresas locais e cidadãos privados. Há um site na Internet, sosteniamoleduetorri.it, e graças a estes recursos podemos fazer tanto a manutenção como o restauro", explica Matteo Lepore.

A cidade reúne-se em torno dos seus símbolos. A Torre Garisenda permanecerá estável durante muito tempo, embora continue a inclinar-se.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inundações em Itália: UE concede 1,2 mil milhões de euros de ajuda

Nasce uma estrela das redes sociais: Conheça a proprietária de uma loja chinesa, Angela, a mais recente sensação de Itália

Sismo abala Itália e provoca o pânico no centro do país