Avião militar russo despenha-se em Belgorod com 65 "prisioneiros de guerra" ucranianos a bordo

In this handout photo taken from validated UGC video show flames rising from the scene of a warplane crashed at a residential area near Yablonovo, Belgorod region, Wednesday,
In this handout photo taken from validated UGC video show flames rising from the scene of a warplane crashed at a residential area near Yablonovo, Belgorod region, Wednesday, Direitos de autor AP/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Avião militar russo despenhou-se na região de Belgorod, na fronteira com a Ucrânia. Segundo a Defesa russa, levava a bordo, segundo Moscovo, 65 prisioneiros de guerra ucranianos. Forças armadas de Kiev admitem ter abatido avião porque transportava mísseis.

PUBLICIDADE

Um avião militar russo despenhou-se esta quarta-feira junto da fronteira com a Ucrânia. A agência russa TASS avança que a aeronave, um Ilyushin IL-76, caiu na região de Belgorod, no distrito de Korochansky, durante um voo que estava previamente agendado. 

Transportava, segundo o Ministério da Defesa da Rússia, "65 militares capturados das forças armadas ucranianas, seis membros da tripulação e três comissários de bordo".

Refere-se ainda que os prisioneiros de guerra estavam a viajar "para uma troca".

O acidente ocorreu pelas 11:00, hora local. Segundo o governador da região russa de Belgorod, não há sobreviventes do acidente.

A imprensa ucraniana começou por avançar, citando fonte militar, que as forças armadas de Kiev tinham abatido o avião russo porque transportava mísseis - segundo o Ukrainskaya Pravda, a aeronave tinha como missão entregar sistemas de mísseis antiaéreos S-300, como os que foram usados recentemente nos ataques russos à cidade de Kharkiv. Mais tarde, um antigo conselheiro do presidente ucraniano, Anton Gerashchenko, veio dizer que o Ministério da Defesa da Ucrânia não podia ainda confirmar se o avião fora abatido, acrescentando que a informação está ainda a ser clarificada. 

Andrei Kartapolov, membro do parlamento russo e general na reserva, disse às agências internacionais que o avião militar fora abatido por três mísseis dos que o ocidente tem fornecido à Ucrânia, sem fornecer qualquer fonte para esta informação.

Os nossos jornalistas estão a acompanhar a notícia que será atualizada sempre que se justifique.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Famílias de prisioneiros ucranianos angustiadas após queda de avião russo

Forças armadas ucranianas negam responsabilidade no ataque a mercado de Donetsk