Famílias de prisioneiros ucranianos angustiadas após queda de avião russo

Familiares temem que futuras trocas de prisioneiros de guerra ucranianos estejam em risco
Familiares temem que futuras trocas de prisioneiros de guerra ucranianos estejam em risco Direitos de autor Alex Babenko/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Falta de respostas e desconhecimento do que realmente se passou com avião que se despenhou em Belgorod preocupa familiares dos prisioneiros ucranianos.

PUBLICIDADE

Enquanto a Rússia e a Ucrânia trocam acusações sobre a queda de um avião militar russo esta semana, as famílias dos prisioneiros de guerra ucranianos esperam angustiados por mais informações e temem que estejam em risco futuras trocas de prisioneiros.

As versões sobre o acidente divergem, com a Rússia a acusar a Ucrânia de ter abatido o avião militar russo com 65 prisioneiros de guerra ucranianos a bordo que alegadamente estavam a ser transportados para uma troca. A Ucrânia, apesar de reconhecer que estava a ser preparada uma troca de prisioneiros, afirma que o avião transportava mísseis e não prisioneiros de guerra.

A falta de respostas e o desconhecimento do que realmente se passou preocupa familiares e entes queridos.

"Já não há força para derramar lágrimas, é esta a situação. Mas o pior é que toda a gente estava à espera que estas trocas começassem. Depois da última troca, toda a gente pensava que iam começar, porque, como dizemos sempre, este é o nosso principal apelo e precisamos de mostrar ao mundo que o cativeiro não é uma opção", diz Yevheniia Synelnyk, representante de um grupo de famílias de prisioneiros de guerra.

Nenhum dos países apresentou para já provas que corroborem cada uma das versões, deixando familiares e entes queridos sem respostas. Muitos ucranianos já estavam em apuros antes do incidente e não tinham ouvido nada de seus entes queridos em cativeiro por meses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia e Ucrânia realizam primeira troca de prisioneiros após queda de avião militar russo

Novo ataque com drones em Odessa

Avião militar russo despenha-se em Belgorod com 65 "prisioneiros de guerra" ucranianos a bordo