Novo ataque com drones em Odessa

Incêndio no porto russo de Tuapse
Incêndio no porto russo de Tuapse Direitos de autor AP/Telegram Channel of Odesa Region Governor Oleh Kiper
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 80 equipas de salvamento trabalharam em diferentes locais para mitigar as consequências do ataque.

PUBLICIDADE

A Ucrânia continua a apelar ao reforço dos sistemas de defesa aérea aos seus aliados ocidentais, enquanto o Kremlin prossegue a sua campanha noturna de ataques com drones e mísseis a cidades e infraestruturas ucranianas fundamentais.

Os ataques com drones russos desta madrugada provocaram seis feridos e danificaram vários edifícios na região ucraniana de Odessa.

O Serviço Estatal de Emergência da Ucrânia afirmou que mais de 80 equipas de salvamento trabalharam em diferentes locais para mitigar as consequências do ataque.

Kiev anunciou que os sistemas de defesa aérea nas regiões de Odessa e Mykolaiv abateram 11 dos 14 drones lançados por Moscovo. Em comunicado, a Força Aérea do país afirmou que as forças russas utilizaram drones de fabrico iraniano.

Do lado russo, a sede operacional da região de Krasnodar confirmou que houve um incêndio numa refinaria de petróleo no porto de Tuapse, no Mar Negro, no sul do pais. Não há registo de mortos ou feridos. O fogo foi extinto durante a noite. As circunstâncias do incidente estão a ser investigadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Famílias de prisioneiros ucranianos angustiadas após queda de avião russo

ONU sem condições para verificar teses de Moscovo e Kiev sobre queda de avião

Lisboa juntou-se a milhares de europeus no apoio à Ucrãnia dois anos depois da invasão russa