EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

ONU sem condições para verificar teses de Moscovo e Kiev sobre queda de avião

Reunião do Conselho de Segurança foi solicitada pela Rússia
Reunião do Conselho de Segurança foi solicitada pela Rússia Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Numa sessão do Conselho de Segurança solicitada pela Rússia, a secretária-geral adjunta da ONU para Assuntos Políticos referiu que o organismo "não está em condições de verificar os relatos ou circunstâncias" da queda do avião em Belgorod.

PUBLICIDADE

A Secretária-geral adjunta das Nações Unidas para Assuntos Políticos, Rosemary DiCarlo, afirmou que o organismo "não está em condições de verificar os relatos ou circunstâncias" da queda do avião militar russo em Belgorod, perto da fronteira com a Ucrânia.

Numa sessão do Conselho de Segurança solicitada pela Rússia para esclarecer este incidente, Rosemary DiCarlo pediu à Rússia e à Ucrânia "que evitem ações, retórica e acusações que possam inflamar ainda mais a situação".

No rescaldo da queda do avião na quarta-feira, Kiev e Moscovo têm trocado acusações, com ambos os governos a anunciar que estão a realizar investigações independentes.

Segundo a versão russa, o avião de transporte militar russo foi abatido pela Ucrânia com 65 prisioneiros de guerra ucranianos a bordo, além de seis tripulantes e três guardas russos, que alegadamente viajavam para a Ucrânia para realizar uma troca de prisioneiros.

A Ucrânia, apesar de reconhecer que estava a ser preparada uma troca de prisioneiros, afirma que o avião transportava mísseis e não prisioneiros de guerra.

Nenhum dos países apresentou para já provas que corroborem cada uma das versões. A Rússia também não apresentou qualquer prova da presença ou da identidade dos passageiros deste avião de transporte, nem demonstrou que a Ucrânia sabia quem estava a bordo do aparelho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Avião militar russo despenha-se em Belgorod com 65 "prisioneiros de guerra" ucranianos a bordo

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Primeiro-ministro da Índia critica invasão russa à Ucrânia durante encontro com Putin