O que deve a UE fazer para atrair os jovens eleitores?

As eleições europeias estão marcadas para junho
As eleições europeias estão marcadas para junho Direitos de autor PATRICK GARDIN/AP2005
De  Estelle Nilsson-Julien
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

As eleições europeias de 2019 registaram a maior afluência às urnas desde 1994 - impulsionadas por um aumento da participação dos jovens. Mas quais são as prioridades dos jovens antes das eleições deste ano e como é que a UE os pode envolver?

PUBLICIDADE

"Ouço muitas vezes dizer que não tenho experiência suficiente. Mas eu tenho 25 anos e há vários eurodeputados que estão cá há mais tempo do que eu. Para mim, isso é uma loucura", afirma a mais jovem eurodeputada europeia, Kira Marie Peter-Hansen, à Euronews.

Peter-Hansen é membro da Aliança Livre Europeia (Verdes). Foi eleita com 21 anos de idade nas eleições para o Parlamento Europeu de 2019.

Faz parte do grupo de 720 eurodeputados que se vão candidatar nas eleições de junho e um dos seis parlamentares europeus com menos de 30 anos.

A dinamarquesa está habituada a ser criticada pela sua falta de experiência.

"Se queremos evoluir na política, é claro que é bom ter experiência e conhecimento histórico, mas talvez haja um ponto em que podemos começar a pensar: será que outra pessoa deveria ter a oportunidade de fazer a diferença?", questiona.

Embora o seu partido tenha apoiado a sua tenra idade, Peter-Hansen insiste que os partidos de todo o espetro político estão cada vez mais atentos aos jovens candidatos: "O Partido Verde tem candidatos jovens, mas no outro extremo do espetro os partidos de extrema-direita também têm jovens políticos", afirma.

The minimum age for MEPs is determined by individual member states.
The minimum age for MEPs is determined by individual member states.Nilsson-Julien, Estelle/

Os Estados europeus estabelecem a idade a partir da qual é possível concorrer a deputado. Em 16 Estados-Membros, os candidatos têm de ter pelo menos 18 anos. Na Bulgária, Chipre, República Checa, Estónia, Irlanda, Lituânia, Letónia, Polónia e Eslováquia, têm de ter 21 anos.

Na Roménia, só podem concorrer maiores de 23 anos, enquanto que em Itália e na Grécia o limite está estabelecido a partir dos 25 anos.

O que é que os jovens europeus querem?

Apesar da falta de jovens políticos no Parlamento Europeu, a perspetiva de envolvimento dos jovens nas eleições de 2024 parece promissora.

As eleições europeias de 2019 registaram a maior afluência às urnas desde 1994, impulsionada por um aumento da participação dos jovens, tal como sublinhado por um inquérito do Eurobarómetro.

No ano passado, os Jovens Federalistas Europeus (JEF) lançaram um inquérito em massa para determinar quais são as principais preocupações dos jovens. Mais de 1,5 milhões de votos foram enviados por europeus com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos.

"A reforma das instituições, a economia e a luta contra a crise climática estão no topo da lista", afirma Christelle Savall, Presidente da JEF, à Euronews.

No entanto, quando se trata de propostas políticas mais concretas, algumas medidas foram mais polémicas.

"A limitação do transporte aéreo foi uma grande divisão. Outra grande divisão foi em torno do federalismo, ou seja, se devemos dar mais poderes à União Europeia para as coisas em que precisamos de retirar os nossos recursos, contra o nacionalismo e uma Europa mais soberana", indica Christelle Savall.

A campanha para baixar a idade de voto para os 16 anos

Para além de estabelecerem a idade dos candidatos, os Estados-Membros determinam a idade de voto dos cidadãos para as eleições para o Parlamento Europeu.

É fixada em 16 anos na Áustria, Alemanha, Malta e Bélgica, 17 anos na Grécia e 18 anos no resto da Europa.

The voting age in European Parliamentary elections is determined by member states.
The voting age in European Parliamentary elections is determined by member states.Nilsson-Julien, Estelle/

O Fórum Europeu da Juventude - uma das maiores plataformas mundiais de organização de jovens - tem vindo a lutar pela redução da idade de voto para os 16 anos há mais de uma década.

"Acreditamos verdadeiramente que, a partir dos 16 anos, temos muitas responsabilidades como jovens, como adolescentes podemos trabalhar, pagar impostos", afirma Rareș Voicu, membro da direção do Fórum Europeu da Juventude.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grupo dos Verdes defende pacto ecologista que traga mais justiça social aos europeus

Eleições europeias: qual o grau de empenhamento dos jovens franceses?

IA e eleições europeias: Podem as novas tecnologias estar a fomentar o euroceticismo?