Japão assina mais de 50 acordos de cooperação com Ucrânia

Japão prometeu 97 milhões de euros em nova ajuda para desminagem e outros projetos
Japão prometeu 97 milhões de euros em nova ajuda para desminagem e outros projetos Direitos de autor Issei Kato/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro japonês Fumio Kishida acolheu o homólogo Denys Shmyhal em Tóquio para uma conferência sobre a reconstrução da Ucrânia.

PUBLICIDADE

O Japão quer incentivar a comunidade internacional a continuar a apoiar a Ucrânia, numa altura em que alguns analistas apontam para um certo cansaço entre os países ocidentais doadores.

Na conferência sobre a reconstrução da Ucrânia, em Tóquio, o primeiro-ministro japonês sublinhou a importância do investimento em todos os setores para o futuro do desenvolvimento do país: "Embora a situação na Ucrânia não seja fácil, promover a recuperação económica é um "investimento no futuro da Ucrânia, do Japão e do mundo. Gostaríamos de dar um forte apoio, incluindo esforços conjuntos envolvendo os setores público e privado", disse Fumio Kishida.

O Primeiro-Ministro da Ucrânia, Denys Shmyhal, afirmou que "começa agora uma nova era da cooperação entre os dois países". As duas partes assinaram mais de 50 acordos, incluindo o compromisso japonês de 15,8 mil milhões de ienes (97 milhões de euros) em nova ajuda para desminagem e outros projetos de reconstrução urgentemente necessários nos setores da energia e dos transportes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Respostas à Covid-19 e Ucrânia marcam mandato de von der Leyen

Grave escassez de munições ameaça posição da Ucrânia na linha da frente

Tribunal de Sapporo declara que negar casamento entre pessoas do mesmo sexo é inconstitucional