Mãe de Navalny faz apelo direto a Putin: "Deixem-me ver o meu filho"

Lyudmila Navalnaya fez o vídeo frente à colónia penal onde morreu o filho
Lyudmila Navalnaya fez o vídeo frente à colónia penal onde morreu o filho Direitos de autor AP/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Família do opositor russo, morto numa colónia penal no Ártico no dia 16, continua sem saber quando vai receber o corpo.

PUBLICIDADE

A mãe de Alexei Navalny apelou diretamente a Vladimir Putin para que lhe devolva o corpo do filho. Ela e os apoiantes do falecido líder da oposição russa dizem que as autoridades não deram qualquer informação sobre a morte ou o paradeiro dos restos mortais.

Lyudmila Navalnya gravou um discurso para o presidente da Rússia no exterior da prisão do Ártico onde o filho morreu: "Atrás de mim está a colónia penal IK-3 "Lobo Polar", onde o meu filho Alexei Navalny morreu a 16 de fevereiro. Há cinco dias que não o vejo, as autoridades não me entregam o corpo e nem sequer me dizem onde está. Dirijo-me a si, Vladimir Putin. A solução do problema só depende de si. Deixem-me finalmente ver o meu filho. Exijo que o corpo de Alexei seja imediatamente entregue para que eu possa enterrá-lo humanamente", diz no vídeo.

Dirijo-me a si, Vladimir Putin. A solução do problema só depende de si. Deixem-me finalmente ver o meu filho. Exijo que o corpo de Alexei seja imediatamente entregue.
Lyudmila Navalnaya
Mãe de Alexei Navalny

Apesar do risco de serem presas, as pessoas continuam a depositar flores em memoriais na Rússia ao maior crítico de Putin.

Em mais um sinal da repressão contra os seguidores, a conta no X (anteriormente Twitter) da viúva, Yulia Navalnaya, foi encerrada durante algum tempo na terça-feira. A rede social não deu qualquer explicação.

O Kremlin aumentou ainda mais a pressão sobre a família, anunciando que o irmão de Navalny e defensor da democracia, Oleg, tinha sido colocado numa lista de procurados. Oleg Navalny está no exílio desde 2021.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Viúva de Navalny acusa Putin de matar o marido e promete continuar luta

Russos continuam a homenagear Navalny apesar do risco de detenção. Mais de 400 já foram presos

Moldova denuncia esforços da Rússia para influenciar referendo sobre UE