UE: uma em cada quatro crianças em risco de pobreza

Crianças
Crianças Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Espanha é o Estado-membro com a taxa de pobreza infantil mais elevada.

PUBLICIDADE

No primeiro relatório do ano sobre a situação das crianças que vivem na União Europeia, a UNICEF destaca que uma em cada quatro crianças está em risco de pobreza ou exclusão social. O número representa um aumento de 1,6 milhões de crianças desde 2019. De um total de 20 milhões de crianças, mais de 2 milhões (28% da população infantil e adolescente) vivem em Espanha, o Estado-membro com a taxa de pobreza infantil mais elevada.

No que diz respeito à saúde, a Unicef indica a existência de mais de 11 milhões de crianças e jovens em todo o bloco que sofrem de um problema de saúde mental. Os adolescentes são os mais suscetíveis de sofrer com a ansiedade e a depressão, que afetam um quinto dos jovens entre os 15 e os 19 anos.

O relatório refere que 1 em cada 20 crianças está exposta a níveis elevados de poluição por pesticidas, que pode ser particularmente prejudicial e tem sido associada a atrasos no desenvolvimento.

Alerta ainda para os avanços da tecnologia digital que expõem as crianças e os jovens a abusos como o discurso de ódio, a ciberperseguição e a exploração sexual. O relatório sublinha que uma em cada oito crianças de 12 anos recebe regularmente solicitações sexuais não desejadas na internet.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como a ucraniana Valeriia, de 17 anos, escapou a um campo de reeducação russo

Criança de 12 anos abre fogo em escola na Finlândia e faz um morto

Encontrados restos mortais do pequeno Émile