Morreu Artur Jorge, ex-selecionador nacional e treinador campeão europeu pelo FC Porto

Artur Jorge em 1972 (segundo da esquerda)
Artur Jorge em 1972 (segundo da esquerda) Direitos de autor Wikicommons
Direitos de autor Wikicommons
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Antigo goleador e selecionador nacional, Artur Jorge foi o primeiro treinador português campeão europeu de clubes, levando o FC Porto à conquista da principal prova de clubes da UEFA em 1987. Morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 78 anos, vítima de doença prolongada.

PUBLICIDADE

Artur Jorge, antigo goleador e selecionador nacional, morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 78 anos, vítima de doença prolongada.

"É com profunda tristeza que a família de Artur Jorge Braga de Melo Teixeira comunica o seu falecimento, esta madrugada, em Lisboa, após doença prolongada. Morreu serenamente, rodeado dos seus familiares mais próximos", lê-se no comunicado enviado pela família às redações.

Natural do Porto, Artur Jorge tornou-se uma das figuras mais proeminentes do futebol português e destacou-se como o primeiro treinador português campeão europeu de clubes, conduzindo o FC Porto à conquista da principal competição de clubes da UEFA, com a vitória frente ao Bayern de Munique, em Viena, em 1987. 

O FC Porto foi o primeiro clube a prestar homenagem ao antigo técnico.

Paulo Futre, um dos campeões europeus de Viena, relembrou o discurso de Artur Jorge ao intervalo da final europeia diante do Bayern de Munique.

Ao serviço dos azuis e brancos, além da Liga dos Campeões, Artur Jorge arrecadou três campeonatos nacionais, três Supertaças e uma Taça de Portugal. Foi a primeira escolha de Jorge Nuno Pinto da Costa depois de o dirigente assumir a presidência do FC Porto, tendo substituído José Maria Pedroto à frente dos dragões.

Em Portugal, Artur Jorge treinou ainda outros clubes históricos como Benfica, Belenenses e Académica. 

No estrangeiro, Artur Jorge treinou o Paris Saint-Germain, ganhando um campeonato e uma Taça de França. O clube parisiense também reagiu à morte do português nas redes sociais.

Artur Jorge foi selecionador nacional em duas ocasiões: primeiro em 1990, e mais tarde, a seguir ao Euro de 1996, prova em que comandou a seleção da Suíça. Orientou ainda a seleção de Camarões.

A Federação Portuguesa de Futebol, tal como a Liga portuguesa, também prestaram tributo a Artur Jorge. 

Como futebolista, Artur Jorge inicou o percurso no FC Porto, mudando-se de seguida para a Académica antes de se transferir para o Benfica. Foi com a camisola dos encarnados que conheceu maior sucesso. Dos 215 golos apontados na carreira, 104 foram ao serviço do Benfica, clube pelo qual venceu quatro campeonatos e duas Taças de Portugal. 

O "Rei Artur", como ficou conhecido, representou ainda o Belenenses e os norte-americanos do Rochester Lancers. Foi 16 vezes internacional pela Seleção Portuguesa.

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte de Artur Jorge, sublinhando que, em 1989, foi condecorado com as insígnias de Grande-Oficial da Ordem do Mérito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

FC Porto conquista 29.° título de campeão

Transferências 2023/24: Os maiores negócios e as derradeiras contratações

Justiça espanhola pede quase cinco anos de prisão para Carlo Ancelotti por fraude fiscal