Aumenta a escassez de alimentos em Gaza

Faixa de Gaza
Faixa de Gaza Direitos de autor AP Photo/Hatem Ali
Direitos de autor AP Photo/Hatem Ali
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A malva tornou-se o principal alimento desde que o fluxo de ajuda para o enclave foi reduzido.

PUBLICIDADE

O Presidente palestiniano reuniu-se com o rei da Jordânia em Amã. Os dois líderes discutiram a atual guerra entre Israel e o Hamas e os esforços para alcançar um cessar-fogo imediato e permanente.

O rei Abdullah II considerou que a continuação da guerra em Gaza durante o mês sagrado do Ramadão aumentará o risco de expansão do conflito a nível regional. Abdullah acrescentou que a Jordânia continuará a prestar ajuda humanitária e assistência médica aos civis na Faixa de Gaza.

Com a escassez de alimentos em Gaza, as pessoas passaram a depender de ervas para alimentar as famílias. A malva tornou-se o principal alimento desde que o fluxo de ajuda para o enclave foi reduzido devido à última guerra entre Israel e o Hamas.

O norte de Gaza foi atingido pelo conflito e os residentes têm pouco acesso a água potável, alimentos e medicamentos.

Segundo a imprensa local, um bebé palestiniano de dois meses morreu de fome no norte de Gaza.

Da cidade de Rafah chegaram imagens de bebés num hospital sobrelotado que partilham as incubadoras.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro-ministro palestiniano apresentou a demissão. Negociações para trégua em Gaza no bom caminho

Centenas de palestinianos foram impedidos de regressar ao Norte de Gaza

Hamas volta a rejeitar proposta de cessar-fogo de Israel