Senado francês aprova projeto de lei para tornar o aborto um direito constitucional

Ativista pró-direito ao aborto segura cartazes onde se lê "o meu corpo, o meu útero, a minha escolha" e "nunca mais" durante uma manifestação a favor do direito ao aborto
Ativista pró-direito ao aborto segura cartazes onde se lê "o meu corpo, o meu útero, a minha escolha" e "nunca mais" durante uma manifestação a favor do direito ao aborto Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O Senado francês aprovou um projeto de lei que visa consagrar o direito das mulheres ao aborto na Constituição francesa, eliminando um importante obstáculo à legislação.

PUBLICIDADE

O Senado francês votou, esta quarta-feira, um projeto de lei que visa consagrar na Constituição o direito das mulheres ao aborto, uma medida prometida pelo Presidente Emmanuel Macron na sequência de um recuo nas decisões dos Estados Unidos.

O governo de Macron quer que o artigo 34 da Constituição seja alterado para especificar que "a lei determina as condições em que é exercida a liberdade das mulheres de recorrerem ao aborto, que é garantido".

A alteração constitucional exigirá a aprovação definitiva por uma maioria de três quintos de uma sessão conjunta do Parlamento, tradicionalmente realizada no Palácio de Versalhes.

A votação ocorre depois de a Assembleia Nacional ter aprovado a proposta por esmagadora maioria em janeiro. 

O governo argumentou, na apresentação do projeto de lei, que o direito ao aborto está ameaçado nos Estados Unidos, onde o Supremo Tribunal, em 2022, anulou uma decisão de 50 anos que o garantia.

Nenhum dos principais partidos políticos franceses representados no Parlamento põe em causa o direito ao aborto, que foi despenalizado em 1975.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia encontra mais de 60 quilos de canábis em casa de autarca francesa

Polícia francesa expulsa dezenas de migrantes de Paris a quase 100 dias dos Jogos Olímpicos

Encontrados restos mortais do pequeno Émile