EUA pressionam Israel para cessar-fogo em Gaza

Esforços militares de Israel concentram-se no sul da Faixa de Gaza
Esforços militares de Israel concentram-se no sul da Faixa de Gaza Direitos de autor Fatima Shbair/AP
Direitos de autor Fatima Shbair/AP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com Israel a continuar a ofensiva no sul da Faixa de Gaza e a situação humanitária cada vez mais desesperante, aumentam as pressões para um cessar-fogo que permita a libertação dos reféns.

PUBLICIDADE

Israel continua a ofensiva no sul da Faixa de Gaza enquanto se intensificam os esforços internacionais para conseguir um cessar-fogo em troca da libertação de reféns.

No meio dos bombardeamentos, a agência de ajuda da ONU, a UNWRA, diz que está a lutar para entregar os escassos alimentos e que os palestinianos estão a enfrentar a fome. Segundo a ONU, cerca de 576 mil pessoas, cerca de um quarto da população de Gaza, estão à beira de uma situação de fome.

Grande parte da ajuda faz-se agora por via aérea, com a entrada de camiões cada vez mais dificultada. O Canadá anunciou que iria começar a entregar ajuda por esta via "o mais cedo possível". O país já investiu 40 milhões de dólares canadianos (27 milhões de euros) em ajuda a Gaza desde que o conflito começou.

Se é no sul do território que estão concentrados os esforços militares de Israel, o norte está cada vez mais isolado. A ajuda humanitária chegou a esta zona pela primeira vez num mês, esta quarta-feira.

Pressões para cessar-fogo

A pressão sobre Israel é cada vez maior para que alcance um acordo de cessar-fogo. Os EUA consideram que este passo ofereceria alívio imediato: "Há outras formas que estamos a explorar para fazer chegar a assistência humanitária, mas também estamos - e é por isso que nos ouvem falar tanto disto e por que estamos a dedicar tanto esforço - a tentar garantir um acordo sobre reféns que leve a um cessar-fogo temporário, porque, em última análise, isso resolveria muitas das questões relativas à distribuição da assistência humanitária", diz Matthew Miller, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA.

Israel diz que está a atacar os militantes do Hamas que se escondem em túneis sob hospitais e outros locais de ajuda humanitária. Diz ter novas informações de que o líder do grupo está escondido num bunker subterrâneo, utilizando reféns como escudos humanos. Um acordo de cessar-fogo envolveria a libertação de reféns em troca da libertação de prisioneiros palestinianos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel e Hamas fazem cair por terra esperanças de Biden num cessar-fogo na próxima segunda-feira

Financiamento da UNRWA deve manter-se para evitar uma catástrofe humanitária em Gaza

Israel diz ter descoberto túnel com 10 quilómetros em Gaza. Biden espera cessar-fogo até segunda