Rússia tenta consolidar posições em torno de Avdiivka

Avdiivka
Avdiivka Direitos de autor AP/Head of the Russian-controlled Donetsk region Denis Pushilin telegram channel
De  Oleksandra Vakulina
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As forças ucranianas fizeram recuar as tropas russas da aldeia de Orlivka, a oeste de Avdiivka, mas a situação na frente de leste continua difícil, afirmou na quinta-feira o chefe do exército ucraniano, Oleksandr Syrskyi.

PUBLICIDADE

Orlivka fica a menos de dois quilómetros a noroeste de Lastochkyne, que foi recentemente ocupada pelas forças russas.

Este território, a oeste de Avdiivka, continua a ser o foco da ofensiva russa no leste da Ucrânia, diz o Ministério da Defesa do Reino Unido, na sua última atualização sobre a guerra na Ucrânia, acrescentando que, desde a tomada de Avdiivka, as forças russas avançaram cerca de seis quilómetros a partir do centro da cidade.

Os ganhos táticos dos russos servem principalmente para consolidar as posições de Moscovo em torno de Avdiivka. É provável que a Rússia esteja também a tentar criar uma dinâmica neste eixo, para tirar partido do facto de haver menos posições fixas e bem defendidas, e áreas urbanas a partir das quais as forças ucranianas se possam defender.

Responsáveis ucranianos continuam a informar que as forças de Kiev estabilizaram uma linha defensiva imediatamente a oeste de Avdiivka, especificamente ao longo da linha Tonenke-Orlivka-Berdychi, onde o terreno e vários reservatórios são favoráveis às operações defensivas.

Os observadores militares ucranianos caracterizaram as fortificações ucranianas a oeste de Avdiivka como "dececionantes" e "problemáticas".

O chefe do exército ucraniano, Oleksandr Syrskyi, disse que tomou medidas para corrigir "certos erros de cálculo" que os comandantes tinham feito e que "afetaram diretamente a estabilidade da defesa em certas áreas".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia abate três bombardeiros russos

Ucrânia retira-se de mais duas aldeias em Avdiivka

Zelenskyy foi à Arábia Saudita procurar apoio para o plano de paz ucraniano