Suíços votaram a favor do 13.º mês para pensionistas e contra aumento da idade da reforma

Referendo às pensões na Suiça
Referendo às pensões na Suiça Direitos de autor Czarek Sokolowski/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de metade dos suíços votou a favor de um pagamento extra para os reformados.

PUBLICIDADE

Os suíços aprovaram em referendo o pagamento de um 13.º mês para os pensionistas, mas rejeitaram o aumento da idade da reforma em mais um ano, para os 66 anos.

As duas questões foram a votos em referendo neste domingo e o parlamento e o governo suíço tinham recomendado aos eleitores que optassem pelo "não" em ambas as matérias, alegando que o pagamento de um 13.º mês iria afetar o sistema de pensões nacional - que beneficia atualmente cerca de 2,5 milhões de pessoas.

Com a vitória do Sim, com 58,24% dos votos, o rendimento máximo dos pensionistas aumentará para cerca de 2.500 euros por ano, até 33.300 euros, para reformados que vivam sozinhos, e para os casais em idade de reforma cresce em 3.800 euros, até 49.900 euros.

O Governo estima que os aumentos custem cerca de 4,3 mil milhões de euros por ano ao Estado suíço, mas os promotores da medida defendem que o custo de vida no país é cada vez mais difícil de suportar para os mais velhos - Zurique e Genebra, por exemplo, são das cidades mais caras do mundo.

Já o aumento da idade da reforma foi recusado por 74,72% dos eleitores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suíça vai realizar cimeira para a paz na Ucrânia a pedido de Zelenskyy

Direita vence eleições federais na Suíça

Direita populista reforça o domínio no Parlamento da Suíça