Ataque aéreo israelita faz 17 mortos em Khan Younis

Pelo menos 15 crianças morreram nos últimos dias devido à subnutrição e desidratação
Pelo menos 15 crianças morreram nos últimos dias devido à subnutrição e desidratação Direitos de autor Hatem Ali/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Hatem Ali/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As Forças de Defesa de Israel voltaram a bombardear Khan Younis esta terça-feira. Pelo 17 pessoas foram mortas em Gaza. Ataques israelitas fizeram 97 vítimas nas últimas 24 horas.

PUBLICIDADE

Pelo menos 17 pessoas foram mortas num ataque aéreo israelita na cidade de Khan Younis, no sul de Gaza, na terça-feira, poucas horas depois dos bombardeamentos que vitimaram outras 10 pessoas em Rafah.

No total, nas últimas 24 horas, foram mortas pelo menos 97 pessoas na Faixa de Gaza. De acordo com o último balanço do Ministério da Saúde controlado pelo Hamas, o número de mortos ultrapassa os 30.600 e há mais de 72 mil feridos.

Nesta terça-feira, foram feitos mais lançamentos aéreos de ajuda humanitária sobre a Faixa de Gaza, onde a população atravessa uma grave crise e níveis de fome preocupantes.

Desde os ataques de 7 de outubro do ano passado, Israel proibiu a entrada de alimentos, água, remédios e outros mantimentos, estando apenas a permitir a entrada de ajuda a conta-gotas a sul pelo Egito através da travessia de Rafah e por Israel através da travessia de Kerem Shalom.

Segundo as Nações Unidas, um quarto da população em Gaza enfrenta a fome, que atinge principalmente as camadas mais vulneráveis, incluindo as crianças.

No hospital de Kamal Adwan, junto à fronteira norte de Gaza, só nos últimos dias 15 crianças morreram devido à subnutrição e desidratação.

A UNICEF denuncia que "essas mortes trágicas e horríveis são causadas pelo ser humano, previsíveis e inteiramente evitáveis."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chefe da UNRWA denuncia "campanha concertada" para fechar a agência

Milhares de palestinianos fogem da fome no norte de Gaza

Um morto e sete feridos em Israel após ataque com mísseis disparados do Líbano