Armeira do filme "Rust" condenada por negligência

Júri considerou que Hannah Gutiérrez-Reed foi negligente
Júri considerou que Hannah Gutiérrez-Reed foi negligente Direitos de autor Luis Sanchez Saturno/Santa Fe New Mexican
Direitos de autor Luis Sanchez Saturno/Santa Fe New Mexican
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O júti considerou Hannah Gutiérrez-Reed culpada de homicídio involuntário no incidente que levou à morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, com um tiro disparado por Alec Baldwin.

PUBLICIDADE

A responsável pelas armas no filme Rust foi considerada culpada de homicídio involuntário no incidente que ditou a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, em outubro de 2021, com um tiro diaparado pelo ator Alec Baldwin.

O veredicto considera que Hannah Gutiérrez-Reed foi negligente, depois de, no ano passado, uma assistente de realização ter recebido a mesma acusação relativa a este caso.

Conta Alberto Sánchez, jurado: "O júri concordou em grande medida que Gutiérrez-Reed agiu de forma negligente ao manusear a arma de fogo. Se tivesse feito tudo corretamente, isto não teria acontecido."

Baldwin, ator principal e coprodutor do western Rust, estava a apontar uma arma à cineasta Halyna Hutchins durante um ensaio no cenário do filme nos arredores de Santa Fé, no estado norte-americano do Novo México quando a arma disparou, matando-a e ferindo o realizador Joel Souza.

O ator foi acusado de homicídio involuntário, mas o Ministério Público acabou por retirar a acusação. A produção do filme foi retomada no ano passado, depois de ter estado interrompida desde a morte de Hutchins.

Foi novamente acusado e será julgado a partir de 9 de julho por homicídio involuntário. Se for condenado, pode apanhar entre 18 meses e três anos de prisão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Justiça retira acusações de homicídio involuntário contra Alec Baldwin

Alec Baldwin acusado de homicídio involuntário

Alec Baldwin diz que não premiu gatilho