EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Estado de emergência e recolher obrigatório noturno até pelo menos 3 de abril no Haiti

Violência no Haiti
Violência no Haiti Direitos de autor Odelyn Joseph/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Odelyn Joseph/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Entre as 18:00 e as 5:00, apenas a polícia, os bombeiros, os serviços de emergência e de saúde e os jornalistas podem estar na rua.

PUBLICIDADE

O estado de emergência e o recolher obrigatório noturno foram prolongados no Haiti até, pelo menos, 3 de abril. 

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro em exercício, Patrick Michel Boivert, que substitui Ariel Henry, que está  desde terça-feira retido em Porto Rico. Tem estado a tentar chegar à capital depois de uma viagem ao Quénia, onde assinou um acordo para o envio de 1000 polícias para combater os gangues do Haiti.

Entre as 18:00 e as 5:00, apenas a polícia, os bombeiros, os serviços de emergência e de saúde e os jornalistas podem estar na rua.

Devido à violência nos arredores do aeroporto de Port-au-Prince, todos os voos foram cancelados. 

Os grupos criminosos estão organizados sob a liderança do antigo polícia Jimmy 'Barbecue' Chérizier, tendo prometido lançar uma guerra civil e um genocídio no país se Ariel Henry não abandonar o poder. São vários os episódios de violência ao longo dos últimos meses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cerca de 5 milhões em situação de insegurança alimentar no Haiti devido a violência

Primeiro-ministro do Haiti apresenta demissão

Centenas de reclusos fogem da principal prisão de Port-au-Prince