Morreram mais crianças em Gaza desde outubro que em todas as guerras dos últimos 4 anos

Philippe Lazzarini, comissário-geral da UNRWA
Philippe Lazzarini, comissário-geral da UNRWA Direitos de autor Bilal Hussein/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Bilal Hussein/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os números foram agora fornecidos pelo líder da UNRWA, Philippe Lazzarini, e mostram que esta guerra já matou mais de 12.300 crianças.

PUBLICIDADE

Morreram mais crianças na Faixa de Gaza desde 7 de outubro do que em todas as guerras que eclodiram em todo o mundo nos últimos quatro anos. Quem o diz é o comissário-geral da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA), Philippe Lazzarini.

Num post na rede social X, Lazzarini diz: "Esta é uma guerra contra as crianças. É uma guerra contra a sua infância e o seu futuro".

O post de Lazzarini é acompanhado por um gráfico, elaborado com base em dados das Nações Unidas e do Ministério da Saúde palestiniano em Gaza, que mostra o número de crianças mortas em Gaza de 7 de outubro a 29 de fevereiro e o número de crianças mortas em guerras nos últimos quatro anos.

Neste período morreram 12.193 crianças, enquanto só o conflito em Gaza já matou mais de 12.300. Lazzarini apelou a um cessar-fogo imediato, a bem das crianças de Gaza.

Fome aumenta em Gaza

Às bombas, junta-se cada vez mais a fome, com o território a ser afetado por uma crise humanitária sem precedentes. Pela primeira vez desde a sua criação em 1948, Israel é acusado de genocídio perante o Tribunal Internacional de Justiça (TIJ), o mais alto órgão judicial das Nações Unidas, devido às operações militares em Gaza. Uma sentença proferida em janeiro ordena a Israel que impeça a realização de atos que possam ser considerados genocidas e que tome medidas para garantir o fornecimento de ajuda humanitária aos civis em Gaza.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Netanyahu promete "terminar trabalho em Rafah". Pelo menos dez mortos em ataque no centro de Gaza

Navio carregado com 200 toneladas de comida parte de porto de Chipre para a Faixa de Gaza

Agência de apoio aos refugiados da Palestina diz que a fome "está por todo o lado" em Gaza