Ucrânia lança ataque com drones de longo alcance no último dia da votação presidencial da Rússia

Ataques com drones
Ataques com drones Direitos de autor AP/Ukrainian Emergency Service
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Ucrânia lançou uma nova ofensiva de ataques com drones no domingo, no último dia da votação presidencial marcada para estender o governo do presidente Vladimir Putin por mais seis anos.

PUBLICIDADE

O Ministério da Defesa da Rússia informou que abateu 35 drones ucranianos durante a noite, incluindo quatro na região de Moscovo.

O autarca da capital russa, Sergei Sobyanin, disse que um quinto drone foi derrubado perto do aeroporto Domodedovo. Não houve vítimas ou danos.

De acordo com o Ministério da Defesa, outros dois drones foram disparados sobre a região de Kaluga, a sul da capital russa e a região de Yaroslavl, a nordeste de Moscovo.

Os ataques à região de Yaroslavl, que está localizada a cerca de 800 quilómetros da fronteira com a Ucrânia, foram os alvos mais distantes atingidos pela Ucrânia até agora.

Mais drones ucranianos foram abatidos sobre as regiões de Belgorod, Kursk e Rostov que fazem fronteira com a Ucrânia e a região sul de Krasnodar, disse o Ministério da Defesa.

O governador de Belgorod, Vyacheslav Gladkov, disse que o bombardeamento ucraniano matou uma menina de 16 anos no domingo e feriu o seu pai.

Um drone caiu sobre uma refinaria na região de Krasnodar, provocando um incêndio que foi extinto algumas horas depois, de acordo com as autoridades regionais. Um trabalhador da refinaria morreu de ataque cardíaco, disseram as autoridades.

Refinarias e terminais de petróleo têm sido alvos-chave dos ataques de drones ucranianos.

Os ataques seguiram uma série de outras investidas com drones ucranianos nos últimos dias. Ações que Putin descreveu como uma tentativa da Ucrânia assustar os moradores e inviabilizar a eleição presidencial da Rússia.

"Esses ataques inimigos não foram e não ficarão impunes", prometeu o presidente russo durante a reunião de sexta-feira com o seu Conselho de Segurança. "Tenho a certeza de que o nosso povo, o povo da Rússia, responderá com uma coesão ainda maior."

Enquanto isso, os militares ucranianos disseram que 14 drones russos foram abatidos na região de Odessa no domingo, na sequência de um ataque de mísseis balísticos russos nessa cidade portuária do sul, explodindo casas e matando pelo menos 21 pessoas. Um segundo míssil alvejou os primeiros socorristas que chegaram ao local, disseram as autoridades.

As forças russas também lançaram cinco mísseis antiaéreos S-300 em áreas controladas pela Ucrânia nas regiões de Kharkiv e Donetsk, bem como dois mísseis guiados X-59 na região de Chernihiv, informou a força aérea ucraniana.

À medida que a guerra se arrasta para um terceiro ano, as forças russas fizeram alguns avanços incrementais ao longo da linha de frente, confiando na vantagem do seu poder de fogo, enquanto a Ucrânia lutou com mais ataques de drones dentro da Rússia e ataques transfronteiriços.

No sábado, duas pessoas foram mortas e outras três ficaram feridas no bombardeamento ucraniano da cidade fronteiriça russa de Belgorod, que enfrentou ataques regulares.

Os militares russos também alegaram que frustraram outra tentativa de incursão transfronteiriça por "grupos de sabotagem e reconhecimento" ucranianos no sábado.

O Corpo de Voluntários Russos - que inclui cidadãos russos a lutar ao lado das forças ucranianas - divulgou um vídeo nas redes sociais no sábado alegando ter capturado 25 soldados russos. Contudo, a informação não pôde ser verificada independentemente.

Ataques transfronteiriços na área ocorreram esporadicamente desde o início da guerra e foram objeto de reivindicações, bem como desinformação e propaganda.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque ucraniano a Belgorod no segundo dia das eleições russas. Putin promete "resposta dura"

Eleições na Rússia: sem oposição, Putin deverá renovar para o quinto mandato

Rússia poderá estar a preparar nova contraofensiva para maio