Dani Alves libertado sob fiança após pagar caução de um milhão de euros

Dani Alves.
Dani Alves. Direitos de autor Andre Penner/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em espanhol

O futebolista terá de comparecer todas as semanas no Tribunal Provincial e entregar os seus dois passaportes para não poder fugir enquanto os recursos das partes estão a ser resolvidos.

PUBLICIDADE

O futebolista brasileiro Dani Alves pagou esta segunda-feira um milhão de euros de caução na conta da 21.ª secção do Tribunal Provincial de Barcelona para ser libertado provisoriamente enquanto se processam os recursos apresentados à sentença, informou o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha.

O antigo jogador do FC Barcelona será assim libertado da prisão catalã de Brians 2 nasegunda-feira, depois de ter passado mais de um ano e dois meses na cadeira por ter violado uma jovem numa discoteca. Alves foi detido preventivamente a 20 de janeiro de 2023.

Em fevereiro, foi condenado a quatro anos e meio de prisão por ter agredido sexualmente uma mulher na discoteca Sutton, em Barcelona. Alves, de 40 anos, negou durante o julgamento ter violado a jovem, mas mudou a sua versão até cinco vezes.

Futebolista tentou chegar a acordo

O futebolista passou de negar que****conhecia a rapariga para a afirmação de que houve sexo consensual na casa de banho. A vítima, no entanto, explicou durante o julgamento que Alves a penetrou com violência.

A defesa do ex-jogador de futebol, para o qual o Ministério Público pedia 12 anos de prisão, tentou chegar a um acordo com a queixosa de 23 anos. O brasileiro queixou-se de que estava a ser sujeito a um julgamento paralelo nos meios de comunicação social.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha

Arranca julgamento de Dani Alves, antigo futebolista do Barça acusado de violação

Vinícius Júnior, jogador do Real Madrid, não conseguiu conter as lágrimas ao falar de racismo