Qualificação para o Euro 2024 levanta o moral de uma Ucrânia em guerra

Jogadores da Ucrânia celebram qualificação para Euro 2024
Jogadores da Ucrânia celebram qualificação para Euro 2024 Direitos de autor Czarek Sokolowski/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Golo de Mudryk aos 84 minutos selou uma reviravolta que coloca a Ucrânia na fase final do Euro 2024. Adeptos ucranianos mostraram cartazes com críticas à Rússia e a Putin. Zelenskyy apontou a vitória como um exemplo de que a Ucrânia não desiste perante as dificuldades.

PUBLICIDADE

O remate de Mykhailo Mudryk aos 84 minutos levou a Ucrânia à vitória por 2-1 sobre a Islândia e à qualificação para o Campeonato da Europa, que se realiza de 14 de junho a 14 de julho na Alemanha. 

O selecionador ucraniano Serhiy Rebrov dedicou o triunfo aos soldados que combatem no teatro de guerra.

"Antes e depois do jogo dissemos que esta vitória é para os nossos adeptos, para o nosso país, para o nosso povo, para os nossos soldados que estão agora a proteger a nossa liberdade. Neste caso, penso que todos compreendem a importância desta vitória.", afirmou Rebrov.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy saudou o apuramento da seleção de futebol para o Europeu e sublinhou que se trata de um exemplo da perseverança dos ucranianos. 

"Obrigado, malta! Obrigado, equipa! Pelas emoções fortes para todo o país. Pela importante vitória e pelo apuramento para o EURO. Por provarem mais uma vez: sempre que os ucranianos enfrentam dificuldades, mas não desistem e continuam a lutar, os ucranianos vencem.", vincou Zelenskyy.

O jogo foi disputado em Wroclaw, na Polónia, em terreno neutro, devido à guerra na Ucrânia

No estádio, os adeptos ucranianos exibiram faixas com críticas à Rússia e ao seu presidente Vladimir Putin.

Por duas vezes em cinco dias, a Ucrânia recuperou de desvantagem  na segunda parte e marcou um golo perto do final para vencer por 2-1. Na semana passada, a equipa do treinador Serhiy Rebrov estava a perder por 1-0 na Bósnia-Herzegovina até aos 85 minutos.

A Ucrânia está no Grupo F com a Bélgica, a Roménia e a Eslováquia. A estreia é frente à Roménia, em Munique, a 17 de junho, seguindo-se o embate com os eslovacos, em Düsseldorf, a 21 de junho, antes do confronto diante da Bélgica, a 26 de junho, em Estugarda.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia mantém vaga de bombardeamentos sobre leste da Ucrânia

Ucrânia roda batalhões e condecora soldados em Kiev

Como a ucraniana Valeriia, de 17 anos, escapou a um campo de reeducação russo