Turquia: partido do presidente Erdogan derrotado nas eleições autárquicas

Eleitores turcos na noite das eleições locais
Eleitores turcos na noite das eleições locais Direitos de autor Khalil Hamra/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Khalil Hamra/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Numas eleições com afluência superior a 77%, analistas consideram que se trata do maior revés para Erdoğan em décadas. Situação económica, com a inflação a atingir os 70% no último mês, é apontada como a principal causa para a derrota do partido do presidente turco.

PUBLICIDADE

O partido do presidente da Turquia, Recep Taiyp Erdoğan, foi derrotado nas eleições autárquicas realizadas no último domingo. 

Com uma afluência superior a 77%, o Partido Republicano do Povo (CHP), principal partido da oposição, obteve 37,7% dos votos contra 35,5% do AK Parti, depois de contados 99,8% dos votos.

No discurso perante os seus apoiantes em Ancara, Erdoğan reconheceu que o resultado "não foi tão bom como se esperava". O desaire surge quase um ano após as eleições gerais de maio passado que levaram à reeleição do presidente turco para um terceiro mandato. 

A oposição conseguiu vencer nas maiores cidades da Turquia, incluindo Ancara e Istambul. No total, o CHP triunfou em 36 das 81 províncias da Turquia, informou a agência estatal Anadolu, fazendo incursões em muitos redutos do AK Parti. A maior parte do poder regional na Turquia Ocidental está agora pintada de vermelho, a cor do CHP. 

"Fizeram as mesmas coisas nas eleições passadas. Aqueles que não aprenderam nada com as eleições passadas, aqueles que difamaram os patriotas, confiando na política suja, perderam mais uma vez perante a vontade superior dos cidadãos de Ancara, e vão continuar a perder", afirmou Mansur Yavas, autarca de Ancara, do CHP.

O Partido Republicano do Povo é o mais antigo em atividade na Turquia e segue a linha kemalista (estado secular), de centro-esquerda.

Maior derrota de Erdoğan em décadas

Os analistas consideram que se trata do maior revés eleitoral para Erdoğan  em décadas e apontam como principal motivo a situação económica, com uma inflação enorme que atingiu cerca de 70% no mês passado e que deverá continuar a aumentar. 

A oposição salienta  o descontentamento com o que diz serem as políticas autoritárias de Erdoğan.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Urnas já abriram na Turquia para as autárquicas, partido de Erdogan quer recuperar Istambul

Turquia celebra cem anos de república

Turquia levanta veto a adesão da Suécia à NATO