EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

NATO planeia criar estruturas fortes para fornecer ajuda à Ucrânia a longo prazo

NATO planeia criar estuturas fortes para continuar a forncer ajuda à Ucrânia
NATO planeia criar estuturas fortes para continuar a forncer ajuda à Ucrânia Direitos de autor Geert Vanden Wijngaert/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Geert Vanden Wijngaert/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jens Stoltenberg afirmou que discussões para chegar a um compromisso a longo prazo da NATO, em matéria de ajuda à segurança, formação e financeiamento, podem durar semanas.

PUBLICIDADE

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, anunciou que a NATO planeia criar estruturas fortes para continuar a assistência à Ucrânia, a longo prazo.

O anúncio foi feito na quarta-feira, em Bruxelas, onde os ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO se reuniram para assinalar o 75º aniversário da fundação da organização.

Stoltenberg afirmou, ainda, que as discussões poderão demorar semanas até se chegar a um compromisso de longo prazo da NATO, no diz respeito à ajuda de segurança, formação e financiamento.

Na quarta-feira, Stoltenberg voltou a instar o Congresso dos Estados Unidos a ultrapassar as suas divergências e a aprovar uma lei suplementar de despesas, que inclui cerca de 60 mil milhões de dólares em ajuda militar à Ucrânia.

"O apoio dos aliados da NATO e dos EUA à Ucrânia é do nosso próprio interesse", afirmou Stoltenberg numa conferência de imprensa em Bruxelas, citado pelas agências internacionais.

Apesar dos esforços da NATO para ajudar a Ucrânia, especialmente numa altura em que a Rússia se encontra em vantagem militar, os membros da aliança não estão dispostos a aceitar, para já, a adesão do país.

"Estamos atualmente a desenvolver um quadro institucionalizado mais forte e duradouro para apoiar a Ucrânia. Há diferentes formas de garantir que o nosso apoio depende menos de ofertas voluntárias a curto prazo e mais de compromissos a longo prazo da NATO e que temos uma organização mais forte, que cria um quadro mais sólido para o nosso apoio", afirmou Stoltenberg, citado pelas agências internacionais.

Charles Michel de visita a Bucareste

O Presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, deslocou-se à capital romena na quarta-feira para se reunir com vários líderes europeus e tentar definir a chamada agenda estratégica do bloco para os próximos cinco anos.

A visita de Charles Michel a Bucareste surge poucos meses antes das eleições para o Parlamento Europeu, que se realizam entre 6 e 9 de junho.

O apoio à Ucrânia continua a ser uma das principais prioridades da União Europeia, afirmaram o Presidente romeno, Klaus Iohannis, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, durante uma conferência de imprensa conjunta em Bucareste, na quarta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antony Blinken: "Ucrânia vai tornar-se membro da NATO”

A reeleição de Trump poderá afetar a economia europeia em 150 mil milhões de euros

NATO lança centro de comando da Ucrânia na Alemanha