EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Primeiro-ministro da Grécia anuncia os candidatos do partido Nova Democracia às eleições europeias

O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis anuncia os candidatos às eleições europeias
O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis anuncia os candidatos às eleições europeias Direitos de autor Screenshot from EPT video
Direitos de autor Screenshot from EPT video
De  Euronews com EBU
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Kyriakos Mitsotakis apelou aos eleitores gregos para não deixarem de votar nas eleições europeias de junho e destacou as dificuldades que o país atravessa.

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, apresentou os 42 candidatos do Nova Democracia, atual partido no poder, para as eleições europeias de junho. A apresentação ocorreu num evento no auditório de Atenas, na segunda-feira.

Para além de apresentadores de televisão, jornalistas e medalhados olímpicos, o boletim de voto do Nova Democracia inclui também o antigo presidente da câmara de Himara, na Albânia, Fredi Beleri. O político de etnia grega está atualmente a cumprir uma pena de dois anos de prisão por compra de votos.

O primeiro-ministro da Grécia pediu aos eleitores gregos para prestarem também atenção aos candidatos menos conhecidos e apelou para que não deixem de votar nas eleições europeias, destacandoa instabilidade geopolítica e os desafios financeiros que o país atravessa.

"As coisas tornaram-se muito difíceis. O nosso país está numa zona de conflito. Há grandes desafios financeiros. Desafios relacionados com a revolução tecnológica e a crise climática que somos chamados a enfrentar, com a Europa a recuperar e a tentar desempenhar um papel de liderança. É muito importante que a voz forte do nosso país seja ouvida nesta Europa em mudança. É por isso que vamos votar nas eleições de 9 de junho", afirmou Mitsotakis.

No entanto, segundo as agências internacionias, as principais razões que podem levar os eleitores gregos às assembleias de voto estão relacionadas com a inflação e o aumento do custo de vida.

"O governo diz que vai ajudar os agricultores com o preço dos fertilizantes. Mas não vimos nada até agora. Vamos castigá-los nestas eleições porque não fizeram nada contra os preços elevados", disse um agricultor grego, em entrevista à Euronews.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia: greves contra desemprego e baixos salários

Subida em flecha do preço dos bens é principal preocupação dos eleitores gregos antes das europeias

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações