EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Austrália: cidadão francês que enfrentou atacante em Sydney torna-se residente permanente

Cidadão francês enfrenta atacante num centro comercial em Sydney e recebe convite de resiência  permanente
Cidadão francês enfrenta atacante num centro comercial em Sydney e recebe convite de resiência permanente Direitos de autor Mark Baker/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Mark Baker/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O homem, de 31 anos, enfrentou o atacante que matou seis pessoas e feriu outras doze num centro comercial em Sydney. As imagens do momento foram divulgadas nas redes sociais, o que levou o primeiro-ministro australiano a convidá-lo a tornar-se residente permanente no país.

PUBLICIDADE

Um trabalhador da construção civil francês tornou-se residente permanente na Austrália, na quinta-feira, como recompensa pelo seu heroísmo durante um esfaqueamento num centro comercial de Sydney, que fez seis vítimas mortais e doze feridos.

Guerot, de 31 anos, foi apelidado de "Bollard Man" nas redes sociais, depois de imagens das câmaras de segurança do centro comercial Westfield, em Bondi Junction terem sido divulgadas, no sábado. Nas imagens é possível ver Guerot a afastar o atacante com uma barreira de plástico, fazendo com que este fosse obrigado a fugir pelas escadas rolantes.

O visto temporário de trabalho australiano de Guerot ia espirar em julho, no entanto, o primeiro ministro australiano Anthony Albanese decidiu convidar o homem a estabelecer-se no país.

De acordo com as agências internaiconais, Guerot está feliz com a oportunidade de poder ficar na Austrália, mas diz que sente “emoções contraditórias” pelas seis pessoas que morreram no ataque.

O colega de trabalho de Guerot, de nacionalidade francesa, também ajudou a travar o atacante, segundo as agências internacionais, no entanto este parece não ter aparecido nas imagens publicadas nas redes sociais ou transmitidas nos noticiários.

O presidente francês Emmanuel Macron recorreu às redes sociais para elogiar o heroísmo da dupla: "Dois dos nossos compatriotas comportaram-se como verdadeiros heróis".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia trata esfaqueamento de Sydney como "ato terrorista"

Vários feridos em esfaqueamento durante missa em Sydney

Esfaqueamento mortal em Paris, agressor estava "zangado" com "o que está a acontecer em Gaza"