EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Forças ucranianas dizem ter atingido navio russo Kommouna na Crimeia

Forças ucranianas dizem ter atingido navio russo Kommouna na Crimeia
Forças ucranianas dizem ter atingido navio russo Kommouna na Crimeia Direitos de autor Ministerio de Defensa de Rusia - Vía AP
Direitos de autor Ministerio de Defensa de Rusia - Vía AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O exército ucraniano anunciou ter atingido o navio russo Kommouna na Crimeia e que este está “incapaz de desempenhar as suas funções”. No entanto, Moscovo nega dimensão do ataque.

PUBLICIDADE

As forças ucranianas anunciaram este domingo que alcançaram o navio russo Kommouna em Sebastopol, na Crimeia, que abriga a Frota do Mar Negro.

O Kommouna é um navio de abastecimento de submarinos, que também é utilizado em operações de salvamento.

"A natureza dos danos está a ser esclarecida, mas, neste momento, o navio está incapaz de desempenhar as suas funções", disse o porta-voz da Marinha Dmitro Pletenchuk, citado pelas agências internacionais, acrescentando que "Isto vai repetir-se até que os russos fiquem sem navios ou se retirem da Crimeia”.

Moscovo nega versão de Kiev sobre ataque ao navio russo

Enquanto Moscovo desmente o que os ucranianos relataram, o governador pró-russo de Sebastopol, Mikhail Razvozhayev, anunciou que o exército russo tinha “repelido um ataque de mísseis” contra um navio no porto, de acordo com as agências internacionais.

"Os fragmentos que caíram causaram um pequeno incêndio, que foi prontamente extinto", explicou Razvozhayev, citado pelas agências internacionais, sem especificar de que navio se tratava.

Ataques russos fazem quatro feridos em Odessa

O exército ucraniano confirmou ainda, este domingo, um ataque commísseis balísticos contra instalações logísticas no porto de Odessa, no sul do país. Os repetidos ataques russos contra a cidade portuária feriram quatro pessoas, segundo as agências internacionais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy: "Temos de obrigar Putin a admitir o óbvio: a guerra não lhe trará resultados"

Ministros da UE discutem mais sanções ao Irão, situação em Gaza e ajuda militar à Ucrânia

Moscovo acusa Ucrânia e aliados ocidentais de esquema para financiarem atos terroristas na Rússia