EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

IDF dizem ter recuperado corpos de três reféns israelitas

Israel intensificou os ataques contra Rafah durante os últimos dias
Israel intensificou os ataques contra Rafah durante os últimos dias Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O porta-voz das Forças de Defesa de Israel revelou que foram recuperados os corpos de Itzhak Gelerenter, Amit Buskila e Shani Louk, três israelitas capturados pelo Hamas nos ataques de 7 de outubro.

PUBLICIDADE

As Forças de Defesa de Israel (IDF) dizem ter recuperado os corpos de três reféns israelitas que foram levados para a Faixa de Gaza.

Na rede social X, o porta-voz das IDF, Daniel Hagari, revela que foram recuperados os corpos de Itzhak Gelerenter, Amit Buskila e Shani Louk. Os três estavam no festival Supernova, perto de Re’im, no sul de Israel junto à fronteira com a Faixa de Gaza, nos ataques de 7 de outubro levados a cabo pelo Hamas.

Hagari diz que, segundo a informação recolhida pelos serviços de inteligência, os três foram mortos no ataque e os corpos levados para Gaza. 

Na altura, as imagens do corpo contorcido e ensanguentado de Shani Louk na parte de trás de uma carrinha correram o mundo e trouxeram à luz a violência dos ataques de 7 de outubro.

Os restos mortais dos três cidadãos israelitas foram recuperados numa operação conjunta das IDF e da Agência de Segurança de Israel (ISA na sigla inglesa) durante a noite. 

"Os corpos dos reféns foram recuperados durante uma operação conjunta pelas forças das IDF e pela unidade operacional do ISA, com base em informações que também foram reveladas nos interrogatórios da ISA sobre terroristas detidos na Faixa de Gaza", explica o porta-voz na publicação.

"Após um procedimento de identificação realizado por funcionários médicos do Instituto Nacional de Medicina Legal e do Ministério da Saúde, os representantes das IDF notificaram os familiares [dos reféns mortos]", acrescenta.

Hagari garante ainda que as autoridades israelitas estão a tomar "todas as medidas operacionais" para trazer de volta os reféns ainda em cativeiro em Gaza.

Deir al-Balah "sobrelotada" com palestinianos que fugiram de Rafah

A agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinianos no Médio Oriente (UNRWA) denunciou esta sexta-feira que "desde que a ofensiva militar em Rafah começou em 6 de maio, mais de 630 mil pessoas foram forçadas a fugir da área" e há vários palestinianos a procurar refúgio em Deir al-Balah, cidade na região centro da Faixa de Gaza. 

"[Deir al-Balah] está agora completamente sobrelotada de pessoas em péssimas condições", descreve a agência na rede social X.

Israel intensificou os ataques contra Rafah durante os últimos dias. Na cidade encontravam-se cerca de 1,4 milhões de pessoas, na maioria deslocados de outras zonas do enclave palestiniano. 

Jabalia, no norte de Gaza, onde fica um dos maiores campos de refugiados do território, também tem sido palco de intensos combates entres as tropas israelitas e militantes do Hamas.

A cidade foi fortemente atingida durante sete meses de ataques aéreos israelitas e é neste momento um dos epicentros do conflito depois de, nos últimos dias, as forças israelitas terem intensificado as operações também no norte do território.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Palestinianos procuram por sobreviventes após ataque a campo de refugiados de Jabalia

Blinken faz novo aviso: ofensiva em Rafah pode não eliminar o Hamas e fazer "mal terrível" aos civis

Israel prepara-se para nova ofensiva contra o Hamas no norte da Faixa de Gaza