Rússia corta perspetivas económicas para 2015 e 2016

Rússia corta perspetivas económicas para 2015 e 2016
De  Euronews com REUTERS, BLOOMBERG, JORNAL DE NEGóCIOS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A queda do preço do petróleo e a pressão depreciativa sobre o rublo levaram a Rússia a rever em baixa as perspetivas de crescimento para 2015 e 2016.

PUBLICIDADE

A queda do preço do petróleo e a pressão depreciativa sobre o rublo levaram a Rússia a rever em baixa as perspetivas de crescimento para este ano e para o próximo, que assim ficaram mais em linha com a generalidade das previsões.

O Ministro da Economia, Alexei Ulyukayev, espera agora uma contração do PIB de 3,3%, este ano, e um crescimento entre 1 a 2% em 2016. As anteriores previsões apontavam para uma contração de apenas 2,8% em 2015 e para um crescimento de 2,3% no próximo ano.

Em termos anuais, a economia russa contraiu 4,6% em julho e o rublo, por causa da quebra do preço do petróleo, derrapou para o valor mais baixo face ao dólar nos últimos sete meses, depois de já ter perdido cerca de metade do seu valor no ano passado.

A maior pressão negativa sobre a economia russa vem do petróleo, que está sensivelmente a metade do preço que estava no ano passado, mas as sanções aplicadas pelo Ocidente, por causa da crise na Ucrânia, também complicam as contas aos economistas do Kremlin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A guerra entre Israel e o Hamas está a afetar a economia israelita

Mercado único europeu coloca objetivos ecológicos e digitais no centro das atenções em 2024

Comissão Europeia revê em baixa previsões de crescimento económico