EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Menores aumentos no vestuário ajudam a estagnar inflação no Reino Unido

Menores aumentos no vestuário ajudam a estagnar inflação no Reino Unido
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A inflação do Reino Unido manteve-se estagnada em agosto. De acordo com o Gabinete Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla original), o índice de

PUBLICIDADE

A inflação do Reino Unido manteve-se estagnada em agosto. De acordo com o Gabinete Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla original), o índice de preços junto ao consumidor britânico (IPC) fixou-se em agosto nos 0,0 por cento, a 12 meses, depois de no mês anterior (julho de 2015) o mesmo índice ter registado uma taxa de 0,1 por cento.

[[ Relatório de agosto de 2015 da inflação no consumo britânico ]]

Um menor crescimento do preço do vestuário face a agosto do ano passado foi a principal razão da ligeira quebra do IPC para a linha de água. Houve também alguma influência por parte da flutuação do preço dos combustíveis e das tarifas marítimas.

#CPI unchanged (0.0% growth) in the year to August, down from 0.1% growth in July http://t.co/keUu6IxtWe#inflation

— ONS (@ONS) 15 setembro 2015

(“IPC estagnado (0,0 por cento de crescimento) em agosto, ao ano, caindo dos 0,1 por cento de crescimento em julho”)

O aumento dos preços nos refrigerantes e no mobiliário compensou de forma parcial a queda do índice britânico. A estagnação do IPC não parece, contudo, estar a afetar o setor imobiliário, que é analisado à margem do IPC. O preço médio da habitação no Reino Unido situa-se agora nas 282.000 libras (cerca de 384.000 euros).

House prices rose 5.6% in England, 0.3% in Wales, 7.4% in Northern Ireland and fell 1.3% in Scotland http://t.co/IDHPngGuwC#inflation

— ONS (@ONS) 15 setembro 2015

(“O preço das casas cresceu 5,6 por cento em Inglaterra, 0,3 por cento no País de Gales, 7,4 por cento na Irlanda do Norte e caiu 1,3 por cento na Escócia”)

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O mundo está a ficar mais rico, mas quem é que está a beneficiar?

Classificação dos salários médios europeus: qual é a posição do seu país?

Quais são os desafios económicos da segunda volta das eleições em França?