EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Potências mundiais e empresários multimilionários prometem liderar Revolução Verde

Potências mundiais e empresários multimilionários prometem liderar Revolução Verde
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Vinte países e 28 multimilionários e investidores de todo o mundo comprometeram-se, em Paris, a liderar a Revolução Verde. Estados Unidos, Brasil

PUBLICIDADE

Vinte países e 28 multimilionários e investidores de todo o mundo comprometeram-se, em Paris, a liderar a Revolução Verde. Estados Unidos, Brasil, França, e outros países, através da “Missão Inovação”, prometem dobrar, em cinco anos, o investimento em investigação e desenvolvimento de energias limpas.

Good news: the world now adds more clean power capacity each year than dirtier fossil-fuel based power capacity. pic.twitter.com/nrNiwDAKuN

— President Obama (@POTUS) 29 Novembre 2015

Já a coligação dos milionários, liderada por Bill Gates servirá de ponte entre as novas empresas do setor, a investigação e o mercado da energia:

“Temos de mudar para fontes de energia ainda mais baratas que os hidrocarbonetos que usamos hoje. É preciso que sejam não só limpas mas de confiança”, afirmou o patrão da Microsoft.

#COP21: Bill Gates preps biggest clean energy fund 'in history' https://t.co/fJcVWNCg1h#climate#solar#windpic.twitter.com/VoZ6LpXKHW

— CitizensClimateLobby (@citizensclimate) 27 Novembre 2015

Entre os multimilionários que fazem parte desta coligação estão Mark Zuckerberg, um dos fundadores do Facebook, Jeff Bezos, da Amazon, Jack Ma, do grupo Alibaba, Richard Branson, da Virgin e George Soros, empresário e investidor.

Espera-se que deste grupo dos 28 saia um fundo, com verbas privadas, para incrementar o apoio governamental em cerca de 18,9 mil milhões de euros.

O primeiro-ministro indiano apresentou, em Paris, a Aliança Internacional Solar, composta por 121 países, alguns dos quais têm mais de 300 dias de Sol por ano, pretende assegurar a implementação de tecnologia e o financiamento a países com capacidade para potenciar a utilização da energia solar.

A reportagem do ‘Le Monde’ sobre o investimento da Índia na energia solar

En Inde, le décollage timide du #solaire. L'un de nos reportages pour l'opération #Jourdeclimathttps://t.co/GmPjkpWh0x#COP21

— Audrey Garric (@audreygarric) 1 Décembre 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comissário europeu para a Economia sem arrependimentos apesar da reação negativa ao Pacto Ecológico

Comissão Europeia prevê descida da inflação apesar do aumento do preço do petróleo

Habitação na Europa: é maior o número de proprietários ou de arrendatários?